Ação solidária da Copag ajuda Manaus diante da crise de COVID-19

Ao redor do planeta, diversas cidades ainda sofrem com os efeitos da crise sanitária. Porém, nas últimas semanas, a capital do Amazonas, Manaus, vem apresentando picos de internações e em certos hospitais faltam cilindros de oxigênio. Com isso, muitas empresas estão solicitando a ajuda da população nesse momento tão difícil. “Manaus está precisando de ajuda! Nós da Copag estamos fazendo a nossa parte e você pode ajudar a salvar vidas também. Contamos com você!”, dizia a nota da companhia brasileira que é pioneira e líder mundial no nicho dos baralhos.

Essa não é a primeira vez que a Copag encabeça uma ação solidária – só no ano passado, a empresa participou de ao menos outras três campanhas semelhantes, que buscavam doações para ajudar os mais necessitados nesse momento delicado.

O que é a Copag?

A Copag é uma empresa fundada há 112 anos, e desde então vem sendo uma das líderes no fornecimento de baralhos para o Brasil e o mundo. Ela faz parte do Grupo Cartamundi desde 2005, e conta com um amplo catálogo de produtos, que vão desde jogos infantis e juvenis, cartas colecionáveis, personalizadas e outros acessórios de jogos. Com mais de 100 produtos oficiais, a companhia conta com diversos títulos famosos, dentre eles estão o Uno, Mico e Pokémon.

A empresa é a fornecedora oficial de baralhos para o World Series of Poker, que é reconhecidamente o maior e mais importante campeonato de poker de todo o planeta. Sendo assim, a Copag tem uma forte presença em 44 países, e seus produtos estão sempre disponíveis nos torneios e cassinos mais renomados do mundo. A Copag ainda conta com aplicativos para Android e iOS, e os fãs da jogatina podem aproveitar que este setor está mais aquecido do que nunca e há cassinos online com bônus sem depósito, onde é possível se divertir sem ter que fazer um investimento inicial, podendo assim conhecer diversas plataformas renomadas como também ter acesso aos melhores jogos do mercado.

Ajuda para Manaus

Assim como a Copag, muitas pessoas se manifestaram nesse momento para ajudar aos nossos conterrâneos. Dentre eles, muitos artistas e outras celebridades têm realizado campanhas na internet afora, para arrecadar insumos e mandá-los até o Amazonas. Um dos youtubers mais famosos do Brasil, Whindersson Nunes utilizou suas redes sociais para informar que doou 20 cilindros com 50L de oxigênio. O youtuber ainda disse que estava em contato com outros famosos para conseguir mais cilindros, “Tô no whats com a galera. Tirullipa: 10 cilindros de 50 litros. Tatá Werneck: 10 cilindros 50 litros. Simone: 10 cilindros 50 litros. Tierry: 10 cilindros 50 litros”, afirmou Winderson.

Já Gusttavo Lima acabou mandando para a capital amazonense 150 cilindros, e postou em suas redes sociais: “Estamos desenhando toda a logística e sábado estará chegando em Manaus 150 cilindros de oxigênio. Estou com todos vocês, manauaras. Uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto… Assim seguimos com bondade e amor ao próximo!!! Ei, Manaus, estamos com vocês… Parabéns a todos que estão ajudando!!!” afirmou o sertanejo.

Já o presidente do movimento Transforma Brasil, Fábio Silva, tem liderado a campanha S.O.S Manaus, e em somente três dias após o seu início foram arrecadados cerca de R$ 630 mil em doações. Com esse valor, é possível adquirir cerca de 1.400 cilindros, e a campanha ainda recebeu mais 250 cilindros de outras partes do Brasil. Além dos cilindros, a S.O.S Manaus vem recebendo diversos materiais de proteção pessoal para os profissionais de saúde e pacientes, e também conseguiram cestas básicas que foram enviadas pela Igreja Central de Belo Horizonte. Com toda esta mobilização, até mesmo pessoas da Europa estão se sensibilizando e buscando maneiras de realizar doações para a causa. Mas, apesar da boa vontade, um dos maiores empecilhos no momento é a logística por trás do transporte dos cilindros, que só podem ser transportados em aviões específicos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo