Bolsonaro chama de canalha quem critica uso do “tratamento precoce”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o chamado tratamento precoce contra o covid-19, com medicamentos como hidroxicloroquina, ivermectina e nitazoxanida.

Nesse sábado (10), durante visita a cidade de São Sebastião, na região administrativa do Distrito Federal, o presidente da República foi questionado por moradores sobre as ações do governo contra a pandemia.

– Tem muito médico que aplica o tratamento imediato, que é combatido por canalhas. Porque o canalha fala que não serve para nada, mas não aponta alternativa. Deixa o médico trabalhar. O médico tem liberdade para receitar o que ele achar que deve ser receitado com conhecimento e com concordância do paciente – afirmou Jair Bolsonaro.

O presidente reconheceu que não existe ainda medicamento comprovado contra a doença, mas afirmou que por experiência de alguns médicos alguns estão sendo válidos.

– Nós sabemos que não tem nenhum remédio com comprovação científica ainda [de eficácia contra a covid-19]. Nenhum; mas tem alguns que a experiência, a observação por parte de médicos, tem demonstrado que é válido. Então deixe o médico em paz, deixe de agir como canalha – disse.

Jair Bolsonaro ainda disse que aqueles que não tiverem outros medicamentos para indicar contra a doença que “calem a boca”. O presidente ainda elogiou o prefeito de Chapecó (SC), João Rodrigues, que vem incentivando o uso do tratamento precoce, o que teria sido responsável por diminuir os casos na cidade.

– Esse canalha; se ele não tem um remédio para indicar, cale a boca, deixe o médico fazer o papel dele que eu não sou médico, nem você. Deixa o médico trabalhar. Temos informações de municípios, como estive em Chapecó lá, do prefeito João Rodrigues. Estive lá. Ele faz o tratamento imediato, os médicos têm liberdade, não são perseguidos e o índice de pessoas que vão para o hospital cada vez menor – concluiu Bolsonaro.

A cidade de Chapecó aderiu recentemente a um lockdown de 14 dias e ampliou as medidas de distanciamento social. Um boletim da Secretaria de Saúde de Chapecó mostra que as UTI’s públicas e privadas estão com 100% de ocuapação.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do Estado de Minas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo