Caso de ‘fungo preto’ em paciente com covid é monitorado no Brasil; uma pessoa já morreu com suspeita

Um caso de mucormicose, infecção causada por fungo chamado popularmente de “fungo preto”, está sendo monitrado no Brasil.

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), informa que na última sexta-feira, dia 28 de maio, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Santa Catarina (CIEVS/SC) recebeu notificação da Secretaria de Saúde de Joinville sobre a suspeita de um caso da infecção.

O fungo foi detectado em um paciente de 52 anos morador de Joinville, que teve diagnostico confirmado de Covid-19 em fevereiro. O caso, está sendo investigado pela Secretaria de Saúde de Joinville, e está sendo acompanhado pela DIVE.

“Assim que tomamos conhecimento do caso, seguimos o protocolo e informamos imediatamente ao Ministério da Saúde que emitiu um alerta nacional por meio da rede CIEVS dos estados. Além desse procedimento, continuamos acompanhando e prestando apoio ao município de Joinville na investigação do caso”, informou o Superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário.

Em nível mundial, diversos estudos estão sendo realizados para verificar possíveis relações entre a mucormicose e pacientes com Covid-19, especialmente os que apresentam quadros de comorbidades e situação de imunossupressão.

Morte suspeita

Em Manaus, um caso de um homem de 56 anos que morreu com suspeita do fungo preto já é investigado pelas autoridades locais. Com histórico de diabetes tipo 2, usuário de insulina, o paciente foi internado em 12 de abril e morreu em 16 de abril.

Ao ser internado, o paciente apresentou sintomas gripais, mas o teste RT-PCR teve resultado negativo para Covid-19. Ele apresentou prurido no olho direito, que avançou para uma infecção.

Fonte: SES/SC / iG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo