Ciências: qual é o papel do cientista fora sua própria produção acadêmica e científica?

Longe de todo o glamour visto na vida dos cientistas. Ou seja, fora de ambientes laboratoriais, longe das entrevistas, aulas e palestras, cientistas e pesquisadores de todo o país lêem e escrevem bastante, visando produzir a maior quantidade de projetos possível.

Na verdade, a maior parte da vida profissional de um pesquisador ou cientista se resume em escrever, definir tipos de metodologia, consultar a literatura e realizar uma revisão bibliográfica e, finalmente, fazer seu projeto.

Por trás da atividade laboratorial, há sempre um cientista realizando uma detalhada pesquisa metodológica, a fim de definir seu projeto, iniciar sua tese e começar a colocar em prática diversos modelos de projeto de pesquisa.

Para somente assim, depois de todos esses passos, iniciar o desenvolvimento da parte prática de sua pesquisa, de maneira prática, em um laboratório ou departamento especializado.

Mas como exatamente todos estes processos são realizados? Eles são, por exemplo, a grande razão por trás do prazo para a produção de vacinas que vimos durante esta pandemia.

Compreender um pouco mais do papel do cientista e do gestor de um projeto acadêmico traz um pouco mais de luz a esta área e mostra que para praticamente tudo em seu dia-a-dia, o cientista precisa gerir uma equipe, organizar ideias e orientar pesquisadores.

Todas estas obrigações, além da produção de seus próprios projetos, faz com que a maior parte dos cientistas atuem como gestores e orientadores de uma equipe, verificando a metodologia de um TCC passo a passo, conferindo relatórios e ensinando novos cientistas.

Orientação de alunos e o preparo de novos cientistas

A gestão acadêmica e o treinamento de novos alunos é um dos papéis mais comuns exercidos pelos cientistas em nosso país, principalmente quando são afiliados de maneira direta ou indireta à uma instituição de ensino.

No país isso é extremamente comum, visto que diversos cientistas e pesquisadores possuem vínculos diretos com instituições públicas de ensino e pesquisa, vulgo universidades públicas.

Nestes ambientes, os cientistas possuem uma grande equipe de orientados em seus departamentos e laboratórios.

Dentro destes ambientes e neste tipo de situação, os cientistas são responsáveis por diversas funções na vida de um novo cientista, como por exemplo:

1. Correção de Trabalhos e Monografias
2. Instrução de Normas
3. Inscrição em Congressos
4. Correção de Apresentações
5. Auxílio no Desenvolvimento de Projetos
6. Busca por Bolsas de Estudo
7. Sugestão de Exemplo de Metodologia de TCC Pronta

E diversas outras que até extrapolam a função de cientista e também se relacionam com a função de professor, que estes profissionais também exercem na maior parte dos casos.

Atribuições sociais

Além do auxílio prestado para os novos alunos, cientistas e pesquisadores, os cientistas mais renomados geralmente são autoridades em suas áreas de pesquisa, principalmente dentro de sua empresa.

Com essa capacidade e este domínio praticamente único, o cientista também é encarregado de ministrar diversos eventos que se relacionam de maneira direta ou indireta com suas áreas de atuação:

1. Simpósios
2. Congressos
3. Bancas de Defesa
4. Análises Clínicas
5. Apresentações
6. Eventos Científicos

Portanto, além de suas atribuições primárias, conhecidas pela maior parte das pessoas, principalmente devido à cobertura midiática durante a produção das vacinas durante a pandemia de coronavírus, como habilidades para a elaboração de trabalhos, geralmente os pesquisadores possuem diversas outras responsabilidades profissionais.

Escrever uma quantidade mínima de artigos e publicações científicas

Assim como a maior parte dos profissionais, os cientistas, por incrível que pareça, também trabalham sob o sistema de metas. Sim, na maior parte das relações contratuais envolvendo pesquisadores há um número mínimo de artigos que devem ser feitos por ano.

Logo, há uma grande pressão pela publicação em larga escala. Essa obrigatoriedade, torna ainda mais evidente a importância da gestão de uma equipe, por parte do cientista.

Com um time de pesquisadores, alunos ou técnicos, as metas tendem a ser atingidas de maneira mais fácil. Contudo, essa questão também traz mais responsabilidades para os pesquisadores.

Da mesma maneira que um administrador, ou um técnico de um time de alguma modalidade esportiva, o cientista também é um gestor de pessoas. No caso, de novos cientistas e aspirantes a pesquisadores.

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo