Dinheiro esquecido nos bancos: mais de 100 milhões já consultaram site do Banco Central

Até a noite desta segunda-feira (21), 102,701 milhões de pessoas físicas e jurídicas acessaram a nova plataforma do Banco Central (BC), Sistema de Valores a Receber (SVR) para saber se têm dinheiro esquecido nos bancos. Do total, 100,151 milhões de buscas foram feitas por CPFs e 2.550 milhões por CNPJs.

Têm saldo a receber e devem voltar ao site para saber o valor e pedir o resgate a partir do dia 7 de março, 21,886 milhões de pessoas e 251,243 mil empresas, segundo o BC.

De acordo com o BC, serão liberados cerca de R$ 8 bilhões esquecidos nos bancos – 3,9 bilhões devem ser liberados na primeira etapa para mais de 28 milhões de cidadãos e empresas. Isso significa que até esta segunda 7.886 milhões de usuários ainda não haviam consultado o SVR e correm risco de perder os recusos. De acordo com entrevista do advogado Caio Pires ao Conjur, quem não resgatar 60 dias o Banco Central (BC) divulgar a liberação, pode perder o dinheiro.

Quando começa a transferência do dinheiro

A partir de 7 de março, as pessoas com dinheiro a receber devem voltar ao SVR para saber o valor a receber e pedir o resgate. O BC elaborou um calendário de acordo com a data de aniversário ou de criação da empresa. Confira:

Confira o calendário do BC:

Antes de 1968 – 7 a 11/03 – 12/03
Entre 1968 e 1983 – 14 a 18/03 – 19/03
Após 1983 – 21 a 25/03 – 26/03

Quem tiver valores a receber do Banco Central poderá pedir a transferência de qualquer quantia liberada, sem pagamento de tarifas para ter o dinheiro.

As instituições financeiras terão um prazo de 12 dias úteis para depositar nas contas correntes dos brasileiros que têm dinheiro esquecido nos bancos e pedirem o resgate via PIX. Basta o usuário informar a chave PIX quando fizer a solicitação.

Já no caso de pedidos de resgate do dinheiro por meio de DOC (Documento de Crédito) ou TED (Transferência Eletrônica Disponível, o prazo deve ser negociado entre o banco e o beneficiário, segundo a instituição, já que cada instituição tem prazo diferente para os serviços.

A Federação Brasileiros dos Bancos (Febraban) diz que as transferências feitas por DOC são limitadas a R$ 4.999,99 e são creditadas em um dia útil. O horário-limite para a operação é determinado por cada banco.

As solicitações de resgate por meio de TED não possuem limite de valor e caem na conta até o fim do dia, se for realizada até as 17h. Caso contrário, a transferência é agendada para o dia seguinte. O horário-limite pode variar, dependendo da instituição financeira.

Em maio tem segunda fase de liberação do dinheiro

O BC informa aos clientes que não identificaram recursos esquecidos nos bancos nessa primeira fase que haverá uma segunda fase de consultas, a partir do dia 2 de maio.

Os herdeiros, que têm direito ao dinheiro esquecido nos bancos pelos titulares das contas que morreram, também precisam ficar atentos. Em breve, o BC vai divulgar os procedimentos para consulta de Valores a Receber por terceiros legalmente autorizados (procurador, tutor, curador, herdeiro, inventariante ou responsável por menor não emancipado), nos casos em que o proprietário dos recursos não puder obter login gov.br nível prata ou ouro”.

Mas quem tiver os números do CPF e data de nascimento no caso de pessoa física, e do CNPJ e data da abertura da empresa, pode acessar o site SVR para fazer a consulta.

Como consultar se você tem dinheiro esquecido

Para fazer a consulta e saber se você tem ou não dinheiro esquecido nos bancos, basta acessar o ‘valores a receber BCB’, clique aqui digite o número do seu CPF e sua data de nascimento. No caso de empresas, é preciso digitar o CNPJ e a data de abertura.

Imediatamente surge uma mensagem dizendo se você tem ou não dinheiro a receber.

Confira o passo a passo:

1 – Acesse o site bcb.gov.br

2 – Informe seu CPF ou CNPJ

Se houver valores a receber, o sistema informará uma data para que você retorne ao site e solicite o dinheiro disponível, a partir de 7 de março

Fique atento à data e aos horários marcados

Após saber qual é a data agendada para receber, o cliente precisa conferir se foi para o período de 4h às 14h ou de 14h às 24h.

Isso é importante porque, se você esquecer ou perder a data e o período agendados, será necessário fazer a consulta novamente para confirmar a informação.

No caso de quem não voltar ao sistema no período definido, será preciso esperar a repescagem.

Quem tem dinheiro a receber precisa atualizar ou abrir uma conta no portal gov.br, com nível de segurança ouro ou prata, que, segundo o BC, são os mais seguros. Só assim o cliente poderá consultar quando receberá e pedir a transferência.

Se tiver dinheiro esquecido nos bancos, verifique seu cadastro Gov.br

Se você ainda não tiver login Gov.br, faça seu cadastro gratuito no site ou pelo app Gov.br (Google Play e App Store). Será exigido um cadastro nível prata ou ouro para solicitar os recursos. Não será possível acessar o sistema com login Registrato

Depois, volte ao site (bcb.gov.br na data e período informados e use seu login Gov.br para acessar o , consultar e solicitar o resgate do saldo existente;

Se você perder sua data e períodode resgate, venha aqui (bcb.gov.br) no sábado da repescagem das 4h às 24h, de acordo com o calendário acima.

Se você também perder seu sábado de repescagem, acesse novamente o site (bcb.gov.br) a partir de 28/03/2022 e use seu login Gov.br para acessar o sistema, consultar e solicitar o resgate do saldo existente.

Fonte: CUT

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo