Concurso de Diplomata: Itamaraty autoriza edital com 50 vagas e salário de R$ 20,9 mil

Processo seletivo exige conhecimento em várias disciplinas e é considerado um dos mais difíceis e concorridos do país; saiba mais sobre a carreira.

Guia Muriaé no WhatsApp

O Ministério das Relações Exteriores autorizou a realização de um novo concurso para a carreira diplomática, oferecendo 50 vagas para o cargo de terceiro-secretário, com remuneração inicial de R$ 20,9 mil. Este cargo marca o início da trajetória na diplomacia brasileira.

O concurso é conhecido por seu alto nível de dificuldade e concorrência, exigindo dos candidatos um amplo conhecimento em diversas disciplinas. Jean Marcel Fernandes, coordenador do curso preparatório para concursos de diplomata do Gran Cursos Online, destaca a complexidade do processo seletivo, que é considerado um dos mais exigentes do país.

No ano anterior, Jullie Dutra, uma jornalista pernambucana e aspirante ao concurso de diplomata, ganhou destaque ao ser a primeira pessoa a conquistar o prêmio máximo de R$ 1 milhão no quadro “Quem quer ser um milionário”, do programa “Domingão com Huck”. Jullie revelou que dedica até 18 horas diárias aos estudos, e que o extenso conteúdo necessário para o concurso a ajudou a obter sucesso no programa.

Função dos diplomatas

Os diplomatas são servidores públicos concursados responsáveis por representar o Estado brasileiro e seus cidadãos no exterior. Suas atribuições incluem negociar interesses do Brasil em conferências internacionais e prestar assistência aos brasileiros nos consulados, entre outras funções.

Estrutura do concurso

O Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) é realizado anualmente pelo Instituto Rio Branco (IRBr), a academia diplomática brasileira vinculada ao Itamaraty.

Em 2023, foram oferecidas 50 vagas para a carreira, e a autorização para o concurso deste ano foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (14).

A seleção inclui provas objetivas e escritas, abordando disciplinas como língua portuguesa, história do Brasil, história mundial, geografia, língua inglesa, política internacional, direito e uma língua adicional (espanhol ou francês). Conforme a portaria, a primeira prova deve ser aplicada em até dois meses após a publicação do edital, que ainda não possui data definida.

Para concorrer ao cargo, é necessário ser cidadão brasileiro nato e possuir formação superior reconhecida pelo Ministério da Educação. De acordo com Jean Marcel Fernandes, a maioria dos aprovados dedica de dois a três anos de preparação para as provas, refletindo o alto nível de dedicação exigido para ingressar na carreira diplomática. Jean Marcel, que também é Ministro da Carreira de Diplomata, atualmente serve no Consulado-Geral do Brasil em Los Angeles.

Nos próximos dias, o Itamaraty deve publicar o edital do novo concurso, com detalhes sobre como fazer as inscrições, além das datas das provas.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do G1

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo