Você não vai acreditar: uma moeda 25 centavos pode valer R$ 260; será que você tem ela guardada?

Guia Muriaé no WhatsApp

No mundo da numismática, o estudo e coleção de moedas, algumas dessas pequenas peças metálicas podem valer muito mais do que seu valor nominal sugere. Elementos como o ano de produção, erros de fabricação, raridade e estado de conservação podem transformar uma simples moeda em um item de grande valor para colecionadores e entusiastas desse universo.


O valor de uma moeda vai além do que está cunhado nela. Anos de emissão específicos podem conferir-lhes raridade e valor elevado, especialmente se marcarem uma mudança de design ou uma produção limitada.

Curiosamente, erros de cunhagem, como falhas de impressão ou alinhamento, podem tornar uma moeda comum altamente cobiçada por colecionadores. Além disso, moedas produzidas em tiragens limitadas, por razões econômicas ou políticas, tendem a ter seu valor aumentado.

A conservação é um critério crucial para determinar o valor de uma moeda. Moedas bem preservadas são mais procuradas e, portanto, mais valiosas. Detalhes exclusivos, como desenhos diferenciados ou a presença de metais preciosos, também podem aumentar seu valor.

Um exemplo notável é a moeda brasileira de 25 centavos de 2018, que se tornou extremamente valiosa devido a um erro conhecido como “reverso invertido”, onde o desenho do mapa do Brasil aparece de cabeça para baixo. Essa raridade pode alcançar o valor de R$ 260, tornando-a uma peça altamente desejável para colecionadores.

Para vender moedas valiosas, é essencial pesquisar sua história, autenticidade e valor de mercado. Apresentá-las de forma atraente com boas fotos e documentação adequada pode facilitar a venda.

Existem diversas opções para vender moedas valiosas, incluindo lojas especializadas, leilões, grupos de colecionadores e plataformas on-line. Oferecer diretamente para colecionadores interessados também pode ser uma estratégia eficaz para obter um preço justo pela raridade.

Quais são as outras moedas de 25 centavos que podem valer até R$ 100?

Centraremos nossa atenção em dois modelos fabricados nos anos de 1994 e 1995. Apesar de não apresentarem características extraordinárias ou raridades visíveis, o simples fato de possuírem quase 30 anos confere a essas moedas um valor acrescentado significativo no mercado numismático.

* 1994: 285 milhões de unidades fabricadas.
* 1995: 140 milhões de unidades fabricadas.

Fonte: Guia Muriaé

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo