Novo golpe emite segunda via de contas em sites falsos; saiba se proteger

Criminosos clonam páginas de serviços essenciais, como água e luz, para gerar boletos falsos e obter vantagens ilícitas com pagamentos em dinheiro das vítimas via Pix

Guia Muriaé no WhatsApp

Recentemente, um novo golpe tem surgido na internet, no qual criminosos utilizam sites falsos exibidos em anúncios do Google para emitir segundas vias de contas de água e energia de forma fraudulenta.

Este golpe visa enganar as vítimas, fazendo-as acreditar que estão se comunicando com empresas reais, como Sabesp, CPFL e Light, levando à realização de pagamentos via Pix em contas falsificadas, resultando em perdas financeiras e exposição de dados pessoais. A empresa de segurança digital Kaspersky identificou os primeiros ataques no início de outubro, e os criminosos utilizam diversos métodos para executar a fraude.

Um dos métodos usados pelos criminosos é patrocinar anúncios no Google, que fazem com que sites falsos sejam exibidos no topo dos resultados de pesquisa ao buscar termos como “segunda via CPFL,” por exemplo. Esses sites fraudulentos frequentemente usam o nome, logotipo e identidade visual das empresas de serviços públicos, na tentativa de enganar os usuários. No entanto, muitos desses sites apresentam erros de ortografia e uma formatação não profissional.

Ao acessar esses sites falsos, as vítimas acabam fornecendo seus dados pessoais, acreditando estar em um ambiente confiável. Com essas informações em mãos, os criminosos acessam os sites legítimos das empresas de serviços públicos para obter o valor das faturas dos consumidores. Em seguida, eles criam faturas falsas ou enviam códigos QR do Pix para que as vítimas efetuem o pagamento.

Outra abordagem usada pelos golpistas direciona as vítimas para uma conversa via WhatsApp para emissão da segunda via do boleto. Os criminosos se passam por robôs de atendimento automático que empresas legítimas usam para facilitar o processo de pagamento via WhatsApp. Eles usam a mesma técnica para obter informações pessoais das vítimas, verificar os valores das contas nos sites oficiais e enviar faturas falsas através do aplicativo de mensagens.

Segundo Fabio Assolini, diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise da Kaspersky para a América Latina, as vítimas não apenas perdem dinheiro nesses golpes, mas também têm seus dados pessoais comprometidos. Além disso, correm o risco de ter serviços essenciais interrompidos devido à falta de pagamento, uma vez que os valores foram parar em uma conta bancária não relacionada à empresa legítima.

Para se proteger contra esse tipo de golpe, Assolini aconselha os usuários a nunca compartilhar informações pessoais ou números de conta em sites não verificados ou com estranhos no WhatsApp. A orientação é que os usuários contatem diretamente a empresa de serviços públicos através dos canais de atendimento oficiais para confirmar a autenticidade de qualquer cobrança.

“É importante que as pessoas saibam como encontrar suas contas no site, prestando atenção à URL para evitar esse tipo de situação, ou até entrando em contato com a própria empresa para efetuar o pagamento da fatura,” acrescentou Assolini.

A conscientização e a vigilância são cruciais para proteger os consumidores contra essas ameaças online cada vez mais sofisticadas.

Fonte: Guia Muriaé, com informações do Tech Tudo

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp

Botão Voltar ao topo