Home / Notícias / Brasil / Petroleiros anunciam que estão em greve de 72 horas nas refinarias

Petroleiros anunciam que estão em greve de 72 horas nas refinarias

Os petroleiros iniciaram na madrugada quarta-feira (30) uma greve nacional “de advertência“. A paralisação de 72 horas é liderada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e sindicatos filiados.

Em nota, a FUP informou que a paralisação dos petroleiros pretende pressionar o governo federal a reduzir os preços do gás de cozinha e dos combustíveis, também é uma manifestação contra a eventual proposta de privatização da Petrobras e a gestão do presidente da empresa, Pedro Parente.




“A greve de advertência é mais uma etapa das mobilizações que os petroleiros vêm fazendo na construção de uma greve por tempo indeterminado, que foi aprovada nacionalmente pela categoria”, diz o comunicado da FUP.

Ministra do TST concede liminar para impedir greve de petroleiros

A ministra Maria de Assis Calsing, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), decidiu ontem (29) impedir o início da greve dos petroleiros que trabalham em refinarias da Petrobras.

A liminar foi concedida a pedido de Advocacia-Geral da União (AGU). Para a advocacia, a greve dos trabalhadores, em meio ao quadro de desabastecimento provocado pela paralisação de caminhoneiros, trará prejuízos gravíssimos à sociedade, tendo em vista o potencial para prejudicar o abastecimento do mercado interno de gás natural, petróleo e seus derivados.

Ao analisar o caso, a ministra entendeu que a greve seria abusiva e “realizada para incomodar”. Pela decisão, os sindicatos dos grevistas deverão pagar multa diária de R$ 500 mil em caso de descumprimento e também estão impedidos de travar o trânsito de mercadorias e pessoas nas refinarias.

“É potencialmente grave o dano que eventual greve da categoria dos petroleiros irá causar à população brasileira, por resultar na continuidade dos efeitos danosos causados com a paralisação dos caminhoneiros. Beira o oportunismo a greve anunciada, cuja deflagração não se reveste de proporcionalidade do que poderia, em tese, ser alcançado com a pauta perseguida e o sacrifício da sociedade para a consecução dos propósitos levantados”, decidiu a ministra.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) convocou a paralisação reivindicando redução dos preços do gás de cozinha e dos combustíveis. Também há críticas à gestão de Pedro Parente na Petrobras e o pedido para que ele deixe o cargo.

Mesmo sabendo da liminar, os petroleiros decidiram manter a paralisação.

Fonte: Agência Brasil

Confira também

PRF anuncia banca que vai organizar concurso com 500 vagas e salários de quase R$ 10 mil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou nesta sexta-feira (19), no Diário Oficial da União, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *