Conta de luz ficará mais cara nas cidades atendidas pela Energisa em Minas

blankA diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou, na quarta-feira (17), o reajuste tarifário da Energisa Minas Gerais (EMG).

A pedido da distribuidora, a aplicação do reajuste foi prorrogada para 1º de julho. Assim, a empresa continuará cobrando as tarifas atuais até 30 de junho.

O reajuste foi impactado pelos custos de aquisição de energia e componentes financeiros. A concessionária adquire energia da Usina de Itaipu e esta transação é precificada em dólar.

O reajuste médio aprovado será de 6,41% nas tarifas da Energisa Minas Gerais. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 5,81%, e para a baixa tensão, a alta será de 6,56%.

Na Zona da Mata, a Energisa atua em cidades como Muriaé, Cataguases, Leopoldina e Ubá.

Fonte: ANEEL


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre