Home / Notícias / Cidade / DEMSUR no 63º lugar dentre as maiores empresas de saneamento do Brasil

DEMSUR no 63º lugar dentre as maiores empresas de saneamento do Brasil

DEMSUR




A revista Saneamento Ambiental, ano XXII, nº 164, em sua edição Especial “As maiores do Saneamento”, Out/12, publicou nas páginas 96/97 a classificação do DEMSUR como sendo a 63ª maior empresa prestadora de serviços na área do saneamento (água e esgoto) no país. O ranking é liderado pela SABESP, companhia de abastecimento do estado de São Paulo com uma dimensão de 213 ETA’s, 490 ETE’s, receita operacional líquida de R$ 9.941,6 milhões e atende a 363 municípios do estado de São Paulo. Em segundo lugar está a CEDAE, Companhia Estadual instalada em 64 municípios do estado do Rio de Janeiro, com 75 ETA’s e 21 ETE’s, com uma receita operacional líquida de R$ 3.167 milhões. Em terceiro lugar, a COPASA, a qual atende a 606 municípios do estado de Minas Gerais, com uma receita operacional líquida de R$ 2.509,61 milhões em 2011.

As empresas classificadas até o 13º lugar são companhias estaduais responsáveis pela maioria dos municípios de cada estado. Em 14º lugar, e sendo a primeira companhia municipal, está a SANASA (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento) de Campinas.

O município de Muriaé possui cerca de 437 Km de extensão de rede coletora de esgoto e 424 Km de rede de abastecimento de água. Atualmente são 487 servidores que cuidam do saneamento no município. Outros dados publicados:

– Receita Operacional Líquida (2011): R$ 20.226.748,38
– Lucro Operacional Líquido (2011): R$ 1.377.938,04
– Volume de água tratada: 7.698.525 m³/ano
– Volume de esgoto coletado: 4.415.900 m³/ano
– Volume de esgoto tratado: 1.702.976 m³/ano
– Investimento realizado em 2011: R$ 1.993.089,45
– Investimento programado para 2012: R$ 8.706.000,00

Grande parte dos investimentos realizados pelo DEMSUR é proveniente de recursos próprios da Autarquia, porém, a empresa possui fontes de financiamentos como CEIVAP, BDMG/Novo SOMMA, Ministério das Cidades/PAC, IGAM/FHIDRO e Funasa.

O DEMSUR é gerenciado mediante planejamento estratégico de forma a atender ao crescimento do município e à demanda da população, dentro das perspectivas financeiras da Autarquia. Os projetos em fase de implantação em 2012 são:

1. Implantação do Aterro Sanitário:

– Valor orçado: R$ 1.441.635,04
– Prazo de execução: 15 meses

2. Implantação da rede coletora de esgoto no bairro Primavera:

– Valor orçado: R$ 307.055,12
– Prazo de execução: 10 meses

3. Elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico:

– Valor orçado: R$ 380.000,00
– Prazo de execução: 12 meses

4. Elaboração de Projeto Executivo de 4 ETE’s (Distritos de Belisário, Boa Família, Bom Jesus e Itamuri):

– Valor licitado: R$ 169.000,00
– Prazo de execução: Dez/12

5. Implantação das linhas de recalque, elevatórias e ETE Principal:

– Valor orçado: R$ 3.558.919,81
– Prazo de execução: 9 meses

Para o ano de 2013 estão programados, além dos investimentos já iniciados neste ano, os projetos de:

1. Primeira fase do projeto da 2ª adutora de água bruta do Rio Glória: Construção de 370 metros de rede adutora de água bruta em tubo de ferro fundido DN 600 mm:

– Valor orçado: R$ 1.146.040,64
– Prazo de execução: 6 meses

2. Nova captação de água bruta do Rio Preto, com novos conjuntos moto bombas, novo padrão de entrada de energia, nova adutora de água bruta e nova casa de bomba:

– Valor orçado: R$ 600.000,00
– Prazo de execução: 8 meses

3. Construção da 1ª etapa da rede tronco leste da ETA Gávea até as imediações do bairro Porto:

– Valor orçado: R$ 1.000.000,00
– Prazo de execução: 6 meses

No Brasil, de acordo com o levantamento do IBGE feito em 2010, somente 46,2% da população contava com coleta de esgotos e apenas 37,9% tem esgoto tratado. Isso significa que, quase 10 bilhões de litros de esgoto são lançados diariamente nos rios e córregos brasileiros.

Fonte: DEMSUR

Confira também

SINE de Muriaé tem 13 vagas com salários de até R$ 1.200

O Sistema Nacional de Emprego (SINE) em Muriaé disponibiliza nesta quarta-feira (21/11) um total de …

Um comentário

  1. Vardiero Moreira Alves

    Resta saber quanto a autarquia pagou para figurar na revista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *