DEMSUR quer retomar atividades do Aterro Sanitário Municipal o quanto antes

Em março deste ano, o Departamento Municipal de Saneamento Urbano (Demsur) precisou suspender as operações no Aterro Sanitário de Muriaé, após o grande volume de chuvas que castigaram a cidade no primeiro trimestre do ano, causando impactos no maciço da unidade.

A suspensão da operação seguiu Protocolo de Gerenciamento de Risco para atividades desta natureza, a fim de evitar riscos à segurança dos trabalhadores que atuam diariamente no local, bem como à estrutura do complexo.

De acordo com o Demsur, todas as medidas de segurança estão sendo adotadas, incluindo a contratação de especialistas em aterros sanitários, que realizaram trabalho geotécnico e elaboraram um laudo preliminar, sendo apontado, entre as prováveis causas, falhas de concepção do projeto inicial do aterro, que foi inaugurado em 2014.

Segundo a autarquia, já está em andamento a preparação do processo licitatório para contratação da empresa que irá elaborar projetos e executar as obras necessárias para que as atividades sejam retomadas o mais breve possível.

O Demsur informou, ainda, que todos os seus setores estão empenhados, e que se os trâmites transcorrerem conforme previsto, a expectativa é de que o Aterro Sanitário volte a operar no mês de outubro.

O órgão destaca que a população não foi prejudicada, e que desde a paralização do Aterro Municipal, em março, o lixo produzido na cidade está sendo levado para o Aterro União, que fica no município de Recreio.

Fonte: DEMSUR


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre