Microrregião de Muriaé volta para a onda verde do Minas Consciente

A microrregião de Muriaé, composta pela cidade e outros 10 municípios da região, apresentou um quadro controlado do coronavírus e vai retornar a onda verde do programa Minas Consciente, que recomenda o que deve ou não funcionar nos municípios durante a pandemia. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (8) pelo Governo de Minas.

Para passar para a onda verde, as cidades precisam estar há 28 dias consecutivos na onda amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período.

A onda verde permite o funcionamento dos seguintes serviços:

– Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo

– Cinemas, bibliotecas, museus, arquivos

– Parques, zoológicos e jardins

– Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê

– Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca

– Bares com entretenimento (shows e espetáculos)

– Serviços de colocação de piercings e tatuagens

Mesmo com a volta para a onda verde, o funcionamento dos estabelecimentos em Muriaé ainda depende do aval do prefeito Grego.

O retorno da microrregião de Muriaé para a onda verde passa a valer a partir de sábado (10) e segue pelo menos até o dia 16 de outubro.

Municípios afetados pela mudança

Confira a lista de municípios da microrregião de Muriaé (incluindo aqueles que ainda não aderiram ao Minas Consciente):

Antônio Prado de Minas (não aderiu)
Barão do Monte Alto (não aderiu)
Eugenópolis
Miradouro
Miraí
Muriaé
Patrocínio do Muriaé (não aderiu)
Rosário da Limeira
São Francisco do Glória
São Sebastião da Vargem Alegre
Vieiras (não aderiu)

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre