Home / Notícias / Cidade / Pokémon Go em Muriaé: igrejas são pokestops e Praça do Trabalhador é ginásio

Pokémon Go em Muriaé: igrejas são pokestops e Praça do Trabalhador é ginásio

Lançado nesta quarta-feira (3) no Brasil, o game Pokemon Go já bateu recordes de download no país, rapidamente se tornando o aplicativo mais baixado para iPhones. Também disponível para Android, o game tem feito sucesso em todo mundo, desde seu lançamento no dia 6 de julho.

Desenvolvido em parceria pela Niantic e Nintendo, o jogo tem como proposta fazer com que o jogador explore as regiões de seu próprio mundo atrás dos pokémons. Conforme for andando pela cidade, é possível encontrar os monstrinhos pelo mapa e capturá-los. O game utiliza a câmera de smartphone, mapas e a localização GPS do jogador. A tecnologia de realidade aumentada traz para a tela do aparelho os bichinhos.

Para jogar, é necessário fazer o download do aplicativo na App Store ou no Google Play. O smartphone precisa ter entre 60 MB (Android) e 100 MB (iOS) de espaço interno para armazenamento do app, além de ter pelo menos 2 GB de memória RAM. Mesmo tendo espaço de armazenamento e memória RAM compatível, alguns aparelhos não tem giroscópio, o que torna impossível “ver” os pokémons na tela do celular.




Em Muriaé, o game já é sucesso entre crianças e adultos, muitos desses que cresceram assistindo o anime e até mesmo jogando os games da Pokémon, disponíveis para diversos consoles (como Gameboy, Nintendo 64 e Wii). Um dos treinadores pokémons da cidade é Cristiano Goulart, fã da série pokémon. “Até o momento, para nós que somos fãs de Pokémon, não só pelos animes, mas pelos os inúmeros jogos lançados em diversas plataformas, o game está sendo uma experiência muito boa, pois podemos ter uma jogabilidade diferenciada com o sistema realidade aumentada, além de podermos ter uma interatividade mais próxima com outros jogadores conhecidos ou não, podendo assim criar novos laço de amizades”, disse.

Na cidade, há pelo menos quatro pokestops (pontos espalhados pela cidade para usuários se encontrarem): no Dornelas, a praça do bairro (Rua João Dornelas) e a igreja católica (Avenida Antino Rodrigues Pereira); na Barra, a igreja católica (Rua Dr. Lidio Bandeira de Melo), a Casa de Oração (Rua Oswaldo Cruz) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (na Avenida Coronel Monteiro de Castro). Nos pokestops, é possível ganhar itens gratuitos (como pokebolas, ovos, etc). Para isso, basta girar a foto do pokestop e coletar os itens. Uma vez recolhidos, após 10 minutos você poderá retornar ao local para tentar ganhar mais itens.

A cidade também conta com um ginásio pokémon, que fica localizado na Praça Prefeito Paulo Carvalho, popularmente conhecida como Praça do Trabalhador. Para se tornar líder de um ginásio, é preciso ter pelo menos level 5 como jogador (o level é adquirido a partir de pontos de experiência que são ganhos com a captura dos pokémons).




Embora seja divertido, é necessário muito cuidado ao sair pela cidade jogando. A recomendação é que crianças só joguem acompanhadas de seus pais e a polícia alerta para riscos de atropelamentos e assaltos, além de outras situações de risco.

Menos de 24 horas depois do lançamento no Brasil, já foram registradas ocorrências envolvendo o jogo no Brasil. Em Vila Velha (ES), um estudante de 14 anos teve o celular roubado enquanto tentava capturar um monstrinho na região central da cidade. Já em Curitiba (PR), um jovem foi atropelado e outros dois caíram num rio e lago, também quando tentavam pegar as criaturas.




Fonte: Guia Muriaé

Confira também

Empresa abre várias vagas de emprego em Muriaé

A Lacteus, empresa do setor de Tecnologia da Informação especializada em soluções para gestão de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *