Prazo para solicitar isenção de IPTU já está em andamento em Muriaé



O prazo para pedido de isenção do IPTU 2018 já está valendo em Muriaé. Até o dia 31 de agosto (o atendimento acontece somente às segundas, quartas e sextas), os contribuintes que se enquadram nos critérios devem apresentar a documentação necessária no setor de Cadastro Imobiliário da Secretaria Municipal de Fazenda, localizado no térreo do Centro Administrativo. O direito é concedido pela Prefeitura com a finalidade de evitar o comprometimento de renda e manter a qualidade de vida para públicos específicos, como moradores de áreas pequenas e pessoas com saúde comprometida.

A isenção é garantida para: imóveis de área considerada pequena; participantes do programa “Minha Casa, Minha Vida”; viúvos (as); ex-combatentes de guerra e cônjuges; servidores municipais; pessoas em situação de carência; e pessoas acometidas por doenças incapacitantes – em todos os casos há critérios a serem observados, tais como renda familiar, quantidade de imóveis e residência no próprio local. “Também estão livres da cobrança instituições com imunidade tributária, como igrejas, sindicatos e associações profissionais”, informa o secretário municipal de Fazenda, Célio de Paula.




O prefeito Grego considera que, mais do que ser um direito garantido por lei, a isenção de IPTU possui valor simbólico para muriaeenses que contribuíram para o desenvolvimento da cidade ao longo da vida. “O benefício vai muito além do que está no papel. Ele representa também um agradecimento e um reconhecimento às pessoas que ajudaram Muriaé a crescer. E ainda promove mais justiça social, facilitando a vida de quem passa por dificuldades financeiras ou de saúde”, pontua.

Isenção de IPTU 2018

* Válido para: imóveis de área considerada pequena; participantes do programa “Minha Casa, Minha Vida”; viúvos(as); ex-combatentes de guerra e cônjuges; servidores municipais; pessoas em situação de carência; pessoas acometidas por doenças incapacitantes; e entidades com imunidade tributária (igrejas, sindicatos, associações, etc). A documentação necessária e os critérios de enquadramento para cada caso estão listados abaixo.
* Horário de atendimento: segundas, quarta e sextas, das 8h às 11h e das 13h às 16h30;
* Local: Setor de Cadastro Imobiliário (térreo do Centro Administrativo);
* Prazo final: 31 de agosto de 2018
* Mais informações: (32) 3696-3415

Critérios e documentação

A) IMÓVEIS DE ÁREA CONSIDERADA PEQUENA
* Único imóvel registrado no nome do proprietário;
* Beneficiário deve ser proprietário do imóvel e residir nele;
* CPF e Documento de identidade do requerente (próprio beneficiário);
* Comprovante de residência atual;
* Escritura do imóvel ou documento equivalente;
* Certidão de casamento;
* Lote de até 250m² ou área construída de até 48m²;
* Valor venal do imóvel: até R$20.500,53.

B) PARTICIPANTES DO PROGRAMA “MINHA CASA, MINHA VIDA”
* O beneficiário deve possuir apenas um imóvel e residir nele;
* Documentos pessoais;
* Cópia do contrato assinado com o agente gestor;
* Certidão atualizada do cartório de registro ou original e cópia das três últimas prestações pagas junto ao agente gestor;
* Comprovante de renda familiar atual.

C) VIÚVOS (AS)
* CPF e Documento de identidade;
* Comprovante de residência atual;
* Escritura do imóvel ou documento equivalente;
* Comprovante de renda atual (quem não é pensionista deve apresentar documento do INSS oficializando que não recebe o benefício;
* Certidão de casamento;
* Atestado de óbito;
* Renda máxima: até 3,5 salários mínimos (R$3.339,00);
* Valor venal do imóvel: até R$123.003,23.

D) EX-COMBATENTES DE GUERRA (OU CÔNJUGES)
* Único imóvel registrado no nome do proprietário;
* Beneficiário deve ser proprietário do imóvel e residir nele;
* CPF e documento de identidade do requerente (próprio beneficiário);
* Escritura do imóvel ou documento equivalente;
* Comprovante de renda atual;
* Comprovante de residência atual;
* Certificado de participação em operação de guerra ou de cooperação através de missões;
* Certidão de óbito (quando for o caso);
* Certidão de casamento (para cônjuges).

E) SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS
* O beneficiário deve possuir apenas um imóvel e residir nele;
* CPF e Documento de identidade;
* Escritura do imóvel ou documento equivalente;
* Comprovante de residência atual;
* Comprovante de renda atual;
* Certidão de casamento;
* Renda mensal máxima: até 3 salários mínimos (R$2.862,00);
* Valor venal do imóvel: até R$61.501,62.

F) PESSOAS EM SITUAÇÃO DE CARÊNCIA
* O beneficiário deve possuir apenas um imóvel e residir nele;
* CPF e Documento de identidade do requerente (próprio beneficiário);
* Comprovante de residência atual;
* Escritura do imóvel ou documento equivalente;
* Comprovante de renda atual;
* Certidão de casamento;
* Atestado de carência emitido por assistente social.

G) PESSOAS ACOMETIDAS POR DOENÇA INCAPACITANTE
* O beneficiário deve residir no imóvel;
* CPF e documento de identidade do requerente (próprio beneficiário) – em caso de procuração, apresentar também os mesmos documentos do procurador;
* Escritura do imóvel ou documento equivalente;
* Comprovante de residência atual;
* Comprovante de renda familiar atual;
* Atestado médico atual justificando a incapacidade para o trabalho;
* Receitas de medicamentos atuais;
* Comprovante de gastos atuais com medicamentos;
* Certidão de casamento.

H) ENTIDADES COM IMUNIDADE TRIBUTÁRIA
* Cartão do CNPJ;
* Estatuto;
* Ata da atual diretoria;
* CPF e documento de identidade do responsável;
* Requerimento por escrito do responsável, solicitando e justificando o pedido;
* Escritura do imóvel.

Fonte: PMM

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.