Prefeito afirma que CDL entrou com mandado de segurança para reabertura do comércio em Muriaé

Foto: Guia Muriaé
Durante live realizada na noite desta terça-feira (7), o prefeito de Muriaé, Grego, anunciou o quinto caso confirmado de coronavírus na cidade e ainda o fato de ter um morador de rua internado com suspeita da doença.

Ainda durante a transmissão, o prefeito, o secretádio de Saúde Paulo César de Oliveira e o médico infectologista Daniel Licy voltaram a alertar a necessidade de a população permanecer em isolamento social, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde.

– O distanciamento social ainda é a única forma comprovada de reduzirmos o impacto da pandemia. Alguns país já estão adotando o isolamento vertical (com apenas o grupo de risco em quarentana), porém a doença é nova e ninguém ainda consegue comprovar que essa é a melhor medida. Então por isso endossamos as recomendações do Ministério da Saúde, pois ainda não temos todas as condiçõse de enfrentamento do Covid-19 – afirmou o médico Daniel Licy.

A cidade de Muriaé ainda está na fase de epidemia local, que significa número de casos controlados, mas ainda deve passar pela fase de aceleração descontrolada.

– Esse é nosso grande temor, pois percebemos um afrouxamento da população em relação as orientações. Tememos que nossas próximas medidas não resolvam a situação. Temos que ter responsabilidade de seguir as orientações das autoridades – alertou o médico.

O prefeito de Muriaé também falou na live sobre as solicitações de parte da sociedade para autorizar a reabertura de parte do comércio na cidade.

– Tomamos conhecimento que a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Muriaé, entidade que representa uma grande parte do empresariado municipal, entrou com mandado de segurança requerendo na Justiça a possibilidade de reabertura de diversos setores do comércio na cidade – disse o prefeito.

Grego afirmou que sempre acatará decisões superiores, que o Comitê Gestor de enfrentamento ao coronavírus em Muriaé tomou a decisão de acompanhar as deliberações e decisões do Governo de Minas Gerais sobre o funcionamento do comércio durante a pandemia do coronavírus.

– Iremos cumprir o que for decidido pela Justiça sobre essa situação da reabertura do comércio. Ressalto que o Comitê Gestor sempre esteve alinhado com instâncias superiores e o mesmo vale para decisões judiciais. Não iremos discutir ordens judiciais, mas apenas cumprir – explicou o prefeito.

A CDL ainda não se pronunciou sobre o caso.

Comércio voltou a funcionar em Itaperuna e Miraí

Nas cidades de Itaperuna e Miraí, o comércio voltou a funcionar recentemente seguindo uma série de normas visando evitar aglomerações.

Em Itaperuna, bares, lanchonetes e restaurantes só podem ter no interior de seus recintos a lotação máxima de 30%. Também foi limitado o número de pessoas por mesas para apenas duas e uma distância de dois metros entre as mesas.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre