Prefeitura de Muriaé investe em infraestrutura antes de asfaltar ruas

Após preparar a infraestrutura no subsolo, com a construção da rede de drenagem pluvial e ampliação da de esgoto, a Prefeitura de Muriaé realiza agora o asfaltamento das ruas Maria Cândida do Carmo e Israel Pinheiro de Lacerda, no bairro Santana. O serviço foi feito primeiramente através do Demsur, enquanto a conclusão, iniciada na última terça-feira (13), está a cargo da Secretaria de Obras.

O trabalho teve o objetivo de acabar com os alagamentos que ocorriam no local devido à ausência da rede de drenagem. A falta de tubulação adequada dificultava a captação e o escoamento da água das chuvas, o que gerava transtornos para os moradores.

A necessidade de realizar tal serviço no bairro Santana é o retrato de prática que era comum em Muriaé no passado e que ainda provoca consequências em vários locais da cidade. Até 2016, em gestões anteriores, o asfaltamento de ruas que ainda não possuíam infraestrutura era frequente.

A falta de planejamento fazia com que, apenas algumas semanas após a pavimentação, o asfalto tivesse que ser quebrado para instalação das tubulações e posteriormente recapeado. Porém, nem sempre com a mesma qualidade do original, deixando as ruas desniveladas e logo surgindo os primeiros buracos.

Medida evita desperdício de verbas

Além da questão da (falta de) qualidade, a antiga prática de asfaltar antes de preparar a infraestrutura também criava outro problema: o desperdício de recursos públicos. Por isso, desde o início da atual gestão, em janeiro de 2017, a Prefeitura de Muriaé optou pelo caminho mais adequado de primeiro preparar as vias para só então fazer a pavimentação.

O prefeito Grego considera a iniciativa como medida de respeito aos impostos que são pagos pelos muriaeenses. “Qual é a lógica de se pavimentar uma via para depois quebrar e aplicar o asfalto novamente? Entendemos que é melhor realizar o serviço uma vez só”, pontua.

O serviço executado de forma planejada pôde ser visto em todas os locais onde a administração realizou asfaltamento com dimensões consideráveis – ou seja, na totalidade ou em grande parte das vias. Dentre os endereços, a região das ruas Marechal Floriano e Antero Lopes de Carvalho, localizada acima do túnel do Dornelas, teve serviço similar ao que foi feito no Santana: ou seja, de correção de problemas herdados do passado.

Já na rua Lica Muglia, uma das mais povoadas e movimentadas do bairro Aeroporto, também foi preciso realizar trabalho de recuperação – neste caso, não só das redes sanitárias. O trabalho incluiu também atividades como reconstrução da base de sustentação da via em locais que sofreram erosão, bem como ajuste de ondulações e buracos.

Quando foi possível começar do “zero”, tudo correu conforme manda o roteiro: toda a infraestrutura necessária foi feita antes da aplicação do asfalto. No Santo Antônio, a rua Hilário Francisco de Almeida teve a tubulação de esgoto substituída. Já as vias que foram abertas no Padre Tiago e no Bom Pastor receberam serviço completo, com nivelamento do solo, criação de redes sanitárias e colocação de meios-fios.

Fonte: PMM


Um Comentário

  1. Esta ficando ótimo o trabalho realizado, agora nós do Santana III esperamos ansiosos por melhorias, na via de acesso ao bairro, com iluminação e calçamento, a falta de iluminação em um pequeno trecho de acesso ao bairro torna perigoso e inseguro o acesso ao anoitecer, a falta de calçamento ou asfalto gera transtornos na seca com poeira em excesso e com chuva a lama toma conta dificultando o acesso ao bairro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo