Prefeitura de Muriaé reforça combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

Com a pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Muriaé alerta para a importância de se prevenir outra situação: a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Com o isolamento social ocasionado pela covid-19, as atividades da campanha “Faça Bonito” de 2020 foram reestruturadas para uma promoção exclusivamente online, evitando, assim, abordagem direta, eventos presenciais de conscientização, palestras e seminários – ações estas que são realizadas anualmente no dia 18 de maio.

Em Muriaé, a campanha é realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Por aqui no site e redes sociais da Prefeitura (@prefeiturademuriae e Facebook.com/PrefeituradeMuriaeFacebook.com/PrefeituradeMuriae) encontram-se dados sobre a ação e formas de denúncias em caso de violação dos direitos.

Instituído por lei federal, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é uma conquista que demarca a luta pelos direitos humanos deste público no Brasil. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de 8 anos que teve seus direitos humanos violados – ela foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

A proposta anual da campanha, que nesse ano comemora o 20º ano de mobilização, é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. O objetivo é garantir a toda criança e adolescente o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Fonte: PMM


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre