Prefeitura inicia elaboração do Plano Municipal para a Infância e a Adolescência



A Prefeitura de Muriaé iniciou a elaboração do Plano Municipal para a Infância e a Adolescência (PMIA). O projeto, que está inserido no Programa Prefeito Amigo da Criança (PPAC), da Fundação Abrinc, tem como objetivo a formulação e implementação de políticas públicas que assegurem a garantia dos direitos das crianças e adolescentes muriaeenses.

A mobilização em Muriaé teve início na semana passada, com a apresentação da proposta aos secretários municipais. Durante esta semana, equipes de diversos setores da Prefeitura estão se reunindo para discutir o diagnóstico do PMIA e saber detalhes sobre o funcionamento do projeto e sua importância para melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes da cidade. O Plano será criado de forma integrada, envolvendo diversos setores da Prefeitura junto à população.




O Programa Prefeito Amigo da Criança oferece suporte técnico aos gestores municipais que aderem à proposta, por meio de consultoria privada de forma gratuita, a fim de orientar as ações a serem desenvolvidas. Vale frisar que o PPAC não realiza transferência direta de recursos financeiros aos municípios.

“Cuidar de nossas crianças e adolescentes é nosso compromisso”, afirma prefeito

O PMIA vai orientar as ações de governo para as crianças e adolescentes pelos próximos dez anos. As próximas fases compreendem a identificação de problemas e soluções, análises de demandas, consolidação, aprovação, divulgação e institucionalização do Plano, previstas para acontecerem até o primeiro semestre de 2019.

O prefeito Grego assinou o termo de adesão do programa em 2017, comprometendo-se a priorizar as políticas voltadas a crianças e adolescentes durante sua gestão. “Estamos empenhados em aprimorar o atendimento e melhorar as condições de vida das nossas crianças e adolescentes, garantindo a eles um futuro de mais oportunidades. Este é o nosso maior compromisso”, diz o prefeito.

Fonte: PMM

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.