Home / Notícias / Cidade / Primeiro voo de Muriaé para BH não acontece por falta de passageiro

Primeiro voo de Muriaé para BH não acontece por falta de passageiro

O primeiro voo entre Muriaé e Belo Horizonte, que estava previsto para decolar na tarde de terça-feira (23), acabou não acontecendo por falta de passageiro.

O voo fazia parte do Projeto de Integração Regional de Minas Gerais – Modal Aéreo (PIRMA), uma iniciativa da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) em parceria com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas, para promover o desenvolvimento econômico regionalizado.




Com o projeto, doze cidades do interior mineiro passaram a ter ligação aérea direta com a capital. Com a redução da distância entre as cidades, o objetivo era fazer com que os negócios regionais e o turismo decolassem, porém a falta de interesse, talvez devido ao alto preço das passagens (R$ 330,00 – impostos não incluídos), fez com que o voo não acontecesse. A viagem teria duração de 45 minutos, com delocagem às 16h e aterrissagem no Aeroporto da Pampulha. Segundo a equipe Voe Minas Gerais, responsável pela venda dos vouchers, houve procura, mas nenhuma passagem acabou sendo comprada.

Os voos ligando Muriaé a Belo Horizonte irão partir sempre as terças-feiras, às 16h. Os vouchers podem ser adquiridos pelo site www.voeminasgerais.com.br.

PIRMA

Além de Muriaé, outras 11 cidades fazem parte do projeto: Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Juiz de Fora, Patos de Minas, Ponte Nova, São João del-Rei, Teófilo Otoni, Ubá, Varginha e Viçosa.

Além dos voos do interior para a capital, também há voos da capital para o interior. As decolagens acontecem no Aeroporto da Pampulha.

Fonte: Guia Muriaé

Confira também

Prefeitura de Muriaé alerta sobre animais abandonados em vias públicas

A Prefeitura de Muriaé faz um alerta sobre animais abandonados nas ruas da cidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *