Procon fiscaliza denúncias sobre condutas irregulares em agências bancárias em Muriaé

O Procon de Muriaé realizou, na última sexta-feira (26), diligências em instituições bancárias da cidade para fiscalizar situações que foram relatadas por consumidores junto ao órgão.

Uma delas diz respeito ao suposto impedimento para entrada de acompanhantes de idosos no interior das agências – prática que, de acordo com as reclamações recebidas pelo Procon, estaria sendo praticada por determinadas instituições.

“Impedir a pessoa de idade de ter o devido acompanhamento durante o atendimento é algo que fere o Estatuto do Idoso”, pontua o coordenador do Procon de Muriaé, Cristiano de Assis. “Notificamos as empresas e pedimos explicações formais a respeito das denúncias. O prazo para resposta é de até 10 dias”, acrescenta.

Outro ponto que vem sendo averiguado pelo Procon de Muriaé diz respeito à possível resistência, também por parte de instituições bancárias, para oferecer atendimento presencial.

Segundo as denúncias recebidas pelo órgão, determinadas agências estariam direcionando os clientes para os meios eletrônicos, como os aplicativos para smartphones – algo que nem todos têm facilidade para lidar.

Vale lembrar que tal conduta, se confirmada, viola a resolução 3.694/09, do Banco Central. De acordo com o documento, mesmo com a existência de meios alternativos e/ou eletrônicos, as agências são proibidas de recusarem ou dificultarem o acesso dos clientes aos canais de atendimento convencionais.

Fonte: PMM

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo