Home / Notícias / Cidade / Projetos realizados em Muriaé ganham reconhecimento e se tornam modelos para outras cidades

Projetos realizados em Muriaé ganham reconhecimento e se tornam modelos para outras cidades

Iniciativas desenvolvidas pela Prefeitura de Muriaé vêm conquistando reconhecimento em âmbito estadual e tornando-se referência para outras cidades mineiras.

Após o serviço de formalização de vendedores ambulantes ter atraído o interesse de representantes do poder público de Viçosa em março, outros dois trabalhos ganharam destaque mais recentemente.

É o caso, por exemplo, do programa “Vende pra Gente”, que incentiva a participação de empresas muriaeenses em licitações promovidas pela administração municipal. A iniciativa chamou a atenção da Prefeitura de Juiz de Fora, que há cerca de 15 dias solicitou informações sobre o projeto.




“No fim de junho, recebemos um email do Departamento de Fomento à Economia Local de Juiz de Fora pedindo detalhes a respeito dos procedimentos relacionados ao programa”, informa a secretária de Desenvolvimento Econômico de Muriaé, Solange Montesano. “O interesse foi fruto do contato que fizemos durante um encontro empresarial do qual participamos naquela cidade, no mês anterior. Na ocasião, divulgamos as iniciativas que estamos desenvolvendo e ficamos satisfeitos de saber que outras prefeituras se interessem em adaptá-las para suas realidades”, comenta.

Implantado há cerca de um ano, o projeto vem alcançando resultados significativos. Em 2017, antes de sua criação, 50% das compras feitas pela Prefeitura foram efetuadas junto a empresas de Muriaé. Após o início do programa, o número subiu para 68% já nos primeiros seis meses de realização. Com o aumento de percentual, cerca de R$35 milhões permaneceram circulando no próprio município, ajudando a desenvolver a economia local.

Responsabilidade com os recursos públicos




Outra iniciativa da Prefeitura de Muriaé que conquistou reconhecimento recentemente foi a “pesquisa de preço como ferramenta estratégica para redução de despesas”. O trabalho, que gerou uma economia de R$990 mil para o município no primeiro ano da atual administração (sendo R$844 só nos primeiros seis meses da gestão), foi premiado em junho pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, recebendo o certificado “Boas Práticas”.

Desenvolvido pelo servidor Diego Emílio, que atua como pregoeiro e chefe da Seção de Suprimentos da Secretaria Municipal de Educação, o serviço consistiu na análise crítica de dados para obtenção de preços estimados justos, incluindo também a eliminação de valores superfaturados e a busca de novas cotações. Tudo para garantir a economia aos cofres públicos antes mesmo da realização das licitações.




Fonte: PMM

Confira também

SINE de Muriaé tem 10 vagas com salários de até R$ 1.200

O Sistema Nacional de Emprego (SINE) em Muriaé disponibiliza nesta terça-feira (10/12) um total de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *