Estiagem não afeta o abastecimento de água, mas DEMSUR pede que população evite desperdício

Embora a estiagem esteja atingindo com força nossa região, não há riscos de haver, por enquanto, uma crise de falta de água em Muriaé.

A Prefeitura de Muriaé, através do Departamento Municipal de Saneamento Urbano (DEMSUR), convocou uma coletiva de imprensa, que foi realizada na manhã desta sexta-feira (30) no Centro Administrativo, na qual autoridades falaram sobre o panorama do município frente a falta de água. “A cidade é privilegiada e estamos em uma situação de conforto. Cerca de 80% da captação de água que abastece o município provém da represa do Glória, 18% do Rio Preto e outros 2% de poços artesianos. Embora estejamos em uma situação privilegiada, estamos trabalhando para garantir essa situação no futuro”, afirmou o prefeito Aloysio Aquino.

Embora a cidade não corra riscos no abastecimento de água, Rodrigo Guarçoni, diretor geral do DEMSUR, pediu para a população realizar um consumo consciente da água. “Estamos monitorando diariamente a captação de água da cidade. A situação atualmente está controlada, mas pedimos à população que não desperdice água. Isso se torna necessário para que não tenhamos, futuramente, caso não venha a chover satisfatoriamente, não tenhamos que tomar alguma medida de prevenção ou retaliação ao abastecimento”, disse.

Rodrigo Guarçoni esteve ontem em Brasília, participando de reuniões no Ministério das Cidades e Agência Nacional de Águas (ANA). A cidade já havia sido contemplada com um contrato de tratamento de esgoto e está para ser contemplada com um recurso emergencial que irá duplicar a captação do Rio Preto. Este mesmo contrato poderá render a Muriaé, em meados de 2015, uma nova estação de tratamento e captação no Rio Glória, que irá ampliar o abastecimento da cidade.

A Secretária Municipal de Meio Ambiente, Juliana Guarino, informou que a prefeitura irá continuar incentivando a preservação de nascentes e irá também começar um novo projeto de fossas sépticas. “Este novo projeto é muito importante para gerar menos esgoto nos cursos de água. Precisamos prevenir para continuar tendo água em abundância e qualidade”, afirmou.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo