Semana de Prevenção contra Violência a Mulher é realizada em Muriaé

Muriaé está celebrando a Semana de Prevenção à Violência Contra a Mulher. A Prefeitura Municipal, em parceria com a Câmara de Vereadores, está organizando eventos para ressaltar os direitos da mulher. Nesta quarta-feira (22), foi realizado o ciclo de palestras no auditório do CD Moda/Senai para explicar os tipos de violência que existem, assim como para debater a Lei Maria da Penha que as protege em caso de assédios ou outros abusos. O evento trouxe esclarecimentos sobre a necessidade de denunciar qualquer forma de agressão física ou psicológica, assim como sensibilizar a sociedade para os direitos da mulher.

As atividades iniciaram na terça-feira, na Câmara Municipal, quando a tribuna foi aberta para que duas mulheres dessem seus depoimentos relatando casos ocorridos com elas ou à sua volta. Na noite de quarta-feira, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher presidiu as palestras convidando profissionais das mais diversas áreas para debater medidas a serem tomadas para proteção à mulher. “A mulher hoje precisa ter voz, ter vez, ter oportunidades e igualdade”, disse a presidente do Conselho, Bárbara Ferreira.

O vereador José Carlos Cerqueira fez a introdução por ser o autor do projeto de lei que institui a Semana Municipal de Prevenção à Violência Contra a Mulher. Em seguida, para falar sobre a realidade que a mulher vive e os tabus estabelecidos pela sociedade, foi convidada a psicóloga, Luciana Senra. Após colocações sobre a falta de respeito existente nos vários ambientes, se iniciou a segunda palestra. A convidada para oferecer as informações jurídicas foi á advogada, Graziela Cesário. “Estamos trabalhando para combater a violência contra a mulher no contexto familiar, domiciliar, amparados pela Lei Maria da Penha, que trouxe medidas para prevenir, proteger, combater e reinserir as vítimas na sociedade, após passarem por violência doméstica”, esclareceu.

Campanha esclarece sobre direitos da mulher e ressalta igualdade de gêneros

O tema em discussão busca levar mais esclarecimentos às mulheres sobre os seus direitos e trabalhar pela igualdade de gêneros. “A Semana de Prevenção à Violência está sendo realizada para mostrar que as mulheres podem resistir e desconstruir conceitos conservadores. Hoje, elas são mães, professoras de nossos filhos, as organizadoras do lar e também profissionais no mercado de trabalho. Vamos todos viver com mais amor ao próximo, mais respeito pelas meninas, pré-adolescentes e mulheres, para que possamos construir uma cidade mais respeitosa e livre de violências”, declarou o prefeito Grego.

Fonte: PMM


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo