Sesc abre mais de 1.200 vagas em cursos gratuitos e pagos em Muriaé e Juiz de Fora



O Sesc, integrado ao Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac, tem várias oportunidades e caminhos para quem quer começar o ano buscando novos conhecimentos. Estão abertas, até 15 de fevereiro, as inscrições para os Cursos Sesc. São mais de 1.200 vagas entre pagas e gratuitas, nas áreas de Cultura, Educação e Esporte para as unidades de Juiz de Fora e Muriaé, na Zona da Mata.

Em todo o estado, a instituição oferece mais de 11 mil vagas nas áreas de Cultura, Educação e Esporte. Há atividades disponíveis para crianças, jovens e adultos. O período, a carga horária e as faixas etárias variam conforme o curso, e podem ser acessados em cursos.sescmg.com.br.

As vagas gratuitas são direcionadas preferencialmente a trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e seus dependentes. Por sua vez, as vagas pagas estão disponíveis para todo o público geral. Para ambos, é necessário estar habilitado no Sesc, ou seja, possuir o cartão do cliente.

Confira os cursos/modalidades disponíveis em cada uma das unidades:

* Sesc Muriaé: desenho, pintura, dança de rua, ballet clássico baby, iniciação ao ballet, jazz, dança de salão, dança sênior, futsal e natação;

* Sesc Juiz de Fora: desenho, pintura, fotografia, audiovisual, dança, violão, teclado, canto, musicalização, violino, futsal, natação, voleibol e inglês.

Fonte: Sesc

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.