Acompanhamento do Transtorno do Espectro Autista (TEA) é novo curso lançado pela UniCesumar

Com alta demanda de profissionais, a instituição lança graduação inédita, especializada na área; Dados de pesquisas mostram que há um caso de TEA a cada 36 crianças no Brasil

Guia Muriaé no WhatsApp

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que existam 70 milhões de pessoas no mundo com Transtorno do Espectro Autista (TEA), sendo 2 milhões delas no Brasil. A prevalência do transtorno vem aumentando significativamente ao longo dos anos, e um exemplo disso, são dados da pesquisa do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), que em 2000, apontou que, a cada 150 crianças observadas, uma tinha TEA. Já em 2020, houve um grande salto na estatística mundial, onde um caso do transtorno era detectado a cada 36 crianças.


A grande maioria delas estão matriculadas em escolas regulares, e precisam ser acompanhadas por um profissional devidamente capacitado. Essa demanda é um direito previsto na lei federal 12.764/12, ao instituir a Política de Proteção dos Direitos das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista. Dessa forma, a necessidade de atendimento às especificidades para o público autista revela que nossa sociedade é carente de profissionais capacitados em nível superior para o suporte e atendimento adequado, abrindo para reflexões da importância, necessidade e abertura para o mercado de trabalho.

Entendendo a importância de um profissional da área e da inclusão social, a UniCesumar, universidade nota máxima no MEC, lança o curso superior de Tecnologia em Acompanhamento do Transtorno do Espectro Autista (TEA), sendo inédito no país. A graduação será oferecida a partir de 2024, onde as matrículas ficarão abertas nos mais de 1000 polos espalhados por todas as regiões do Brasil.

Funcionando na modalidade de ensino EAD e com a duração mínima de dois anos, desperta interesse aos que desejam se aprofundar no TEA e aos profissionais da educação, uma vez que os formados recebem o diploma de nível superior que comprova a aptidão no acompanhamento de pessoas diagnosticadas com o transtorno. Para isso, entre os diversos conteúdos curriculares, há disciplinas de imersão profissional, com acesso ao laboratório virtual especializado, onde os acadêmicos podem vivenciar experiências práticas controladas em espaços de acompanhamento escolares e multidisciplinares.

Depois de formado, o graduado poderá oferecer suporte aos profissionais da educação, as equipes multidisciplinares, bem como aos familiares, no processo de aprendizagem do autista e seu convívio por meio de estratégias que resultam na inclusão social destas pessoas.

Competências Técnicas e Comportamentais

Entre as competências adquiridas no curso, estão:

● Explorar as habilidades, os interesses e os desafios específicos da pessoa com TEA para oferecer um atendimento qualificado;
● Implementar estratégias de comunicação alternativa para melhorar a interação com autistas;
● Criar ambientes e rotinas que atendam às necessidades sensoriais e de regulação das pessoas autistas;
● Reduzir os estímulos contrários e criar espaços seguros e inclusivos;
● Promover a sensibilização social para redução do estigma associado ao autismo, explorando questões éticas. Com todos esses conhecimentos ofertados durante a graduação, a UniCesumar contribui para a formação de um profissional capacitado no acompanhamento do TEA, preparado para lidar com os desafios da profissão.

Se você deseja conhecer mais, entre em contato com a Unicesumar pelo whatsapp (32) 9155-0309, ou faça uma visita no endereço Rua Coronel Marciano Rodrigues 398, Centro.

Fonte: UniCesumar

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo