Alunos de Medicina do UNIFAMINAS protestam contra suposto aumento abusivo de mensalidades

Acadêmicos de Medicina do UNIFAMINAS Muriaé realizaram uma manifestação pacifica, na manhã desta quarta-feira (25), contra um suposto aumento abusivo das mensalidades do curso. “A mensalidade está aumentando em média de 10% a 15% ao ano e a previsão é que terminemos o curso pagando R$ 13 mil de mensalidade. Hoje pago R$ 7.200, mas com o reajuste irei pagar R$ 7.900 no próximo ano”, afirmou Emerson Duarte, do 2º período.

A manifestação reuniu alunos de todos os períodos do curso de Medicina. Ainda de acordo com os acadêmicos, a instituição dá um desconto que seria apenas para “maquiar” o valor final da mensalidade. “É muito importante esse protesto, pois por muitos anos o curso de Medicina era apenas para ricos e isso foi mudando com o passar do tempo. Sonhamos em ser médicos e esse aumento está frustrando o sonho de muitos, que já abandonaram o curso por não terem mais como pagar a mensalidade”, disse Luana Cruz, também do 2º período.

Em nota de esclarecimento, o Centro Universitário afirma que o aumento está dentro da legalidade. “O UNIFAMINAS informa que o reajuste do valor da mensalidade do curso de medicina está de acordo com o estabelecido no contrato firmado entre a instituição e os alunos. A diretoria permanece à disposição para conversar com os estudantes e esclarecer quaisquer questionamentos”, diz a nota.

A manifestação teve início por volta das 7h e seguiu até às 9h, sendo acompanhada de perto pela Polícia Militar. Hoje à tarde, os manifestantes vão se reunir com representantes da instituição para discutir o assunto. Caso não haja acordo, eles prometem retornar com o protesto.

Fonte: Guia Muriaé


Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo