Home / Notícias / Educação / Detento é aprovado no vestibular da Universidade Federal de Juiz de Fora

Detento é aprovado no vestibular da Universidade Federal de Juiz de Fora

UFJF

O detento Ronaldo Tadeu da Silva, da Penitenciária José Edson Cavalieri, localizada em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, é um dos milhares de novos estudantes que ingressarão no segundo semestre letivo de 2013 da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Como os outros alunos, Ronaldo está entusiasmado para iniciar sua vida acadêmica e se preparar para o exercício profissão que escolheu: pedagogo.




Para conquistar a vaga, o preso se inscreveu no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), assim como outros 3.140 detentos de 95 unidades prisionais de Minas Gerais, participação quase quatro vezes maior que a de 2011. Na Zona da Mata, 196 internos fizeram as provas. Esse número chegou a 82 só em Juiz de Fora.

Quando se inscreveu e fez os exames, em dezembro de 2012, Ronaldo cumpria pena na Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires, também situada em Juiz de Fora. Ao todo, 66 detentos da unidade realizaram os testes; destes, seis estão na lista de espera da UFJF e 26 conquistaram o certificado de conclusão do Ensino Médio.

Segundo a diretora geral da penitenciária, Ândrea Valéria Andres Pinto, o bom resultado se deve ao trabalho conjunto da escola com as outras equipes, como a de segurança. “Nós nos empenhamos para promover a ressocialização e fazemos o que está ao nosso alcance para incentivar o preso a trabalhar e estudar”, explica.




Esforço recompensado

Ronaldo se preparou para o Enem assistindo às aulas ofertadas pelo Colégio Opção, de Juiz de Fora, dentro da Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires. Por meio dessa parceira, o detento pôde ter acesso a livros didáticos com diversos exercícios e tirar suas dúvidas com os professores da instituição de ensino. A pedagoga da unidade prisional, Viviane de Freitas, conta que o preso sempre demonstrou força de vontade e dedicação: “Durante o dia, ele trabalhava na padaria que funciona aqui na penitenciária; a noite era reservada para os livros e o estudo”.




O esforço lhe rendeu outra aprovação. De segunda chamada, Ronaldo também passou no curso de História da UFJF. No entanto, a primeira opção já era Pedagogia e a matrícula já foi efetuada pela irmã. Para o detento, que agora aguarda autorização judicial para frequentar as aulas, esse resultado foi possível graças às oportunidades de estudo que recebeu da Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires. Ele afirma que aproveitará a vida acadêmica e os conhecimentos em Pedagogia para ampliar seus horizontes e se aprimorar na área em que trabalhava antes de ser privado da liberdade: instrutor de autoescola.

Além de Ronaldo, o detento Bruno Eduardo Oliveira Reis, da Penitenciária Dr. Manoel Martins Lisboa Junior, em Muriaé, na Zona da Mata mineira, também passou no vestibular e cursará Educação Física na Universidade Federal de Viçosa (UFV). Ao todo, cerca de seis mil presos estudam nas 69 escolas das 130 unidades prisionais de Minas Gerais. Pela atividade, um dia de pena é remido a cada 12 horas de aulas assistidas.

Fonte: Agência Minas

Confira também

Encontro de Educação em Muriaé terá palestra de especialista renomado

A Prefeitura de Muriaé realiza nesta quinta-feira (5) o Encontro Municipal de Educação. O evento …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *