Escolas de Muriaé e região aderem a paralisação



Servidores da rede estadual de ensino de Muriaé iniciaram nesta quinta-feira (17) uma paralisação das atividades em protesto ao anúncio da nova data para o pagamento do parcelamento do salário pelo governador Fernando Pimentel e pelo atraso dos vencimentos.

As escolas que aderiram ao movimento não terão aulas hoje e nem nesta sexta-feira (18). A previsão é que as atividades retornem apenas no sábado (19), que será dia letivo.

Segundo o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), subsede de Muriaé, quase todas as escolas da cidade e região aderiram a paralisação. “Por enquanto apenas as escolas Desembargador Canedo e Engenheiro Orlando Flores, ambas em Muriaé, não aderiram ao movimento”, disse um representante do sindicato ao GUIA MURIAÉ.




Ontem, a categoria realizou um grande protesto em Belo Horizonte para cobrar o pagamento dos salários no 5º dia útil de cada mês e repudiar a atitude do governo de adiar para a próxima sexta-feira (18) o pagamento da primeira parcela dos salários.

O Sind-UTE informou que já ajuizou ação para obrigar o Governo de Minas Gerais a pagar no 5º dia útil. Ainda não há decisão, mas o pedido já foi feito.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.