Gincana Reciclóleo promove educação ambiental em Muriaé

Gincana Reciclóleo promove educação ambiental em Muriaé

Uma iniciativa do Departamento Municipal de Saneamento Urbano (Demsur) vem ajudando a promover a educação ambiental em Muriaé. É a Gincana Reciclóleo, desenvolvida pela autarquia junto a 24 instituições de ensino públicas e particulares da cidade, com o objetivo de orientar a população sobre a importância da reciclagem de óleo de cozinha para a preservação do meio ambiente.

O regulamento é simples: para cada dois litros de óleo usado que que forem arrecadados, os alunos levam para casa uma barra de sabão produzida a partir da reciclagem. No fim dos trabalhos, a instituição que mais arrecadar óleo em proporção ao seu número de alunos será declarada a vencedora, sendo premiada com um projetor Data Show. O resultado final da Gincana Reciclóleo será anunciado durante a realização do V Fórum Regional de Educação Ambiental, que acontece de 13 a 15 de junho em Muriaé.

Até lá, o Demsur realizará, no fim de cada mês, o recolhimento do material arrecadado – a primeira coleta aconteceu no dia 28 de março, enquanto a segunda está agendada para 25 de abril. Grande parte do óleo recolhido é destinado à Associação dos Catadores de Lixo e Materiais Recicláveis de Muriaé (Asmam), que repassa o produto para a fabricação de biodiesel.

– O restante do material é utilizado em oficinas de reciclagem ministradas nas instituições participantes – explica a coordenadora do projeto, Renata Simão Soares.

A primeira oficina aconteceu no dia 9 de abril, na Escola Municipal José Miguel Muahad. Com a presença de alunos, pais, professores e funcionários, foram produzidas 300 barras de sabão. Segundo a coordenadora, o Demsur fornece o material e os vasilhames necessários ao trabalho de reciclagem, utilizando as barras produzidas em outros projetos de educação ambiental promovidos pela autarquia.

– Para que a escola fique com sua própria produção para distribuí-la aos alunos ou à comunidade, basta que ela contribua com a soda cáustica que será utilizada no processo – informa Renata.

Importância da reciclagemA decomposição do óleo de cozinha emite para a atmosfera o gás metano, um dos principais causadores do efeito estufa, que contribui para o aquecimento global. De acordo com o Demsur, cada litro do produto descartado de forma inadequada pode contaminar até um milhão de litros de água – volume suficiente para ser utilizado por uma pessoa durante 14 anos. Segundo Renata, além de emitir o gás metano, o óleo também impermeabiliza o solo, contribuindo para a ocorrência de enchentes, e impede a troca de oxigênio, matando plantas, peixes e microrganismos.

– A simples atitude de não jogar o óleo de cozinha usado direto no ralo da pia ou em bueiros pode contribuir na diminuição do aquecimento global – lembra.

Fonte: Prefeitura Municipal


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre