Prefeito de Muriaé volta atrás e mantém contratos de cerca de 600 servidores da Educação

O prefeito de Muriaé, Grego, voltou atrás e suspendeu a rescisão e suspensão de contratos da Educação.

A medida, inicialmente anunciada nessa sexta-feira (17), dispensava cerca de 600 profissionais, entre servidores e estagiários. Os servidores vão continuar com os contratos ativos pelo menos até o final deste mês. Grego pediu desculpa aos contratados e da forma como foi anunciada a dispensa.

– Estamos com uma queda de cerca 70% de arrecadação de impostos pelo município, sendo que nossas despesas com a folha salarial de servidores continua. Fizemos alguns ajustes para termos recursos para as áreas de Saúde e Desenvolvimento Social, ontem por exemplo entregamos centenas de cestas básicas pelo município. Sabemos da dificuldade deste momento e por isso voltamos atrás na decisão – justificou.

Grego ressaltou que a cidade ainda tem cerca de R$ 7 milhões a receber referentes ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB). A expectativa é que o dinheiro entre nos cofres públcios a partir deste mês, em 30 parcelas.

Confira a nota da Prefeitura de Muriaé sobre a suspensão da exoneração dos servidores:

Prefeitura suspende rescisão de contratos e mantém ativos até 30 de abril

A Prefeitura de Muriaé informa que vai manter ativos até o dia 30 de abril todos os 388 contratos de profissionais da Educação que foram rescindidos. O mesmo procedimento também vale para os 245 estagiários que tiveram contratos suspensos.

A decisão tem a finalidade de reduzir os impactos financeiros na vida das pessoas durante o período de crise provocada pela pandemia de covid-19.

Em transmissão ao vivo no Facebook neste sábado (18), o prefeito Grego admitiu que a comunicação prévia sobre a rescisão dos contratos não foi satisfatória e pediu desculpas pelo modo como ocorreu.

“Quem erra, não deve ter medo de voltar atrás. E eu não tenho compromisso com erros”, disse.

O prefeito explicou ainda que os cortes são necessários em razão da queda de 70% na arrecadação do município. Mas disse que existe uma esperança.

“O projeto que foi aprovado na Câmara dos Deputados, autorizando o Governo Federal a repor para os municípios as diferenças na arrecadação, é a nossa luz no fim do túnel. Esta será a única maneira das prefeituras continuarem honrando seus compromissos, porque não basta ter apenas boa vontade. É preciso ter recursos”, afirmou.

Compromisso – O prefeito de Muriaé assumiu um compromisso com os profissionais da Educação que foram aprovados no último concurso público da Prefeitura.

De acordo com Grego, todos que passaram dentro do número de vagas serão nomeados e efetivados já no primeiro dia de retorno das aulas, independente de quando isso vá ocorrer.

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo