Home / Notícias / Educação / Salários de professores da rede municipal de MUriaé seguem proporcionalmente acima do piso em 2020

Salários de professores da rede municipal de MUriaé seguem proporcionalmente acima do piso em 2020

Em 2020, os professores da rede municipal de ensino de Muriaé continuarão recebendo salários proporcionais acima do piso estipulado pelo Governo Federal. Em projeto de lei aprovado pelos vereadores nesta terça-feira (21), a Prefeitura propôs reajuste que eleva a remuneração inicial da classe para R$2.231,22, referindo-se a jornadas de trabalho de 30 horas semanais.

Proporcionalmente, o valor está acima do que foi determinado pelo Ministério da Educação. Isso porque o Governo Federal considera, no cálculo, jornadas de 40 horas. Assim, o piso proporcional para as 30 horas praticadas em Muriaé chegaria a apenas R$2.164,68. Ou seja, menos do que será pago pela Prefeitura.




A valorização da área educacional em Muriaé vai além da questão financeira. Na rede municipal, os profissionais encontram condições de trabalho que raramente são vistas em escolas públicas. Os salários proporcionalmente acima do piso nacional e pagos sempre em dia são a ponta do trabalho de base, que envolve questões como a qualificação permanente de diretores, professores e pedagogos, mantendo-os sempre atualizados com as diretrizes da educação básica.

Estruturação da rede municipal

Em Muriaé, a rede de educação pública do município vem recebendo diversas melhorias nos últimos anos. Para 2020, a principal novidade é o Programa de Climatização das Salas de Aula, que vai levar aparelhos de ar condicionado para as escolas e proporcionar mais conforto aos profissionais e estudantes.




Somado a isso, a Prefeitura de Muriaé, através da Secretaria Municipal de Educação, continua investindo nas escolas. No momento, há cinco novas unidades sendo construídas em bairros e distritos. O trabalho da estruturação da rede também inclui reformas, aquisição de novos móveis e instalação de cobertura em quadras situadas dentro dos colégios.

Vale lembrar que todas as atividades desenvolvidas pela Prefeitura são executadas somente após a realização de planejamento financeiro. As estimativas e os cálculos são feitos ainda no ano anterior, durante o processo de elaboração do orçamento para o calendário seguinte. Assim, qualquer alteração nos números impactaria diretamente nas ações que foram programadas anteriormente.




Fonte: PMM

Confira também

Abertas inscrições para designações nas escolas municipais em Muriaé

Já estão abertas as inscrições para a designação de profissionais em vagas remanescentes nas escolas …

4 comentários

  1. Só esqueceu de mencionar que o piso nacional referente a 30horas 2164,68 é para profissionais com ensino Médio e não graduados como é o caso de nossa cidade.

  2. As pessoas não estão bem informadas: o PISO NACIONAL deve ser pago à todos os profissionais da educação que trabalham ATÉ 40 horas semanais!! Esse aumento que estamos reivindicando vem de uma verba própria para pagamento de salários, NADA tem haver com dinheiro destinado à obras e benfeitorias!! Os 12,84% aos quais temos direito não cortariam as obras a não ser que elas estejam sendo feitas com verba errada. NÃO SOMOS E NUNCA FOMOS PAGOS ACIMA DO PISO NACIONAL!!! Isso é uma fake News eleitoreira!!!

  3. Professor Wesley

    O fato do professor possuir jornada de trabalho inferior a 40 (quarenta) horas semanais não permite ao ente público qualquer redução do valor do piso salarial nacional. A lei é expressa e clara: “ATÉ 40 (QUARENTA) HORAS SEMANAIS”, ou seja, pode ser 20, 30 horas, não importa, o valor mínimo é o “piso” salarial.
    Por “piso” salarial entende-se que é o valor mínimo a ser pago para uma categoria profissional ou a determinadas profissões numa categoria profissional. Sendo o valor mínimo a ser pago, não pode haver pagamento abaixo do “piso”, independente da jornada de trabalho, sendo de no máximo 40 horas semanais.

    Documento assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001 de 24/08/2001, que institui a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil. Odocumento pode ser acessado no endereço eletrônico http://www.stf.jus.br/portal/autenticacao/ sob o número 5571170.

  4. Esta notícia esta errada pois Muriaé não paga o piso que é o mínimo exigido pela lei federal. Não existe proporcionalidade nesta lei que é clara. O guia Muriaé deveria se informar melhor antes de publicar inverdades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *