Home / Notícias / Entretenimento e cultura / Cristian Lima toma posse como presidente da Academia Muriaeense de Letras

Cristian Lima toma posse como presidente da Academia Muriaeense de Letras

A Academia Muriaeense de Letras (AMLE), instituição com registro de fundação de 06 de dezembro de 2012, composta por 30 cadeiras, contando atualmente com 29 preenchidas (uma vaga devido a falecimento), empossou no dia 18 de março a sua terceira diretoria.

O evento aconteceu no Teatro Zaccaria Marques e contou, além dos acadêmicos, com a presença de familiares, amigos, autoridades e foi abrilhantada pelo músico Gilvan Paiva.

A diretoria para o biênio 2017/2018 foi eleita por aclamação e ficou com a seguinte composição:




Presidente – Cristian Gomes Lima
Vice-presidente – Marília Neves
1ª Secretária – Teresa Oliva
2ª secretária – Andréa Do Valle
1º Tesoureiro – Coracy Bandeira
2º Tesoureiro – Geraldo Moreira
Diretor de Relações Públicas – Elias Muratori
Bibliotecária – Maria Rita

Uma vez empossada a nova diretoria cuidará de, em breve espaço temporal apresentar à sociedade, uma ampla agenda de eventos – internos e externos, o que será feito por meio de uma coletiva de imprensa, a ser comunicada oportunamente.

Nesta oportunidade nos colocamos ao inteiro dispor deste importante veículo de comunicação para quaisquer outras informações.




Confira o pronunciamento do presidente no momento da posse:

É com sentimento de grande responsabilidade que assumo a frente da AMLE a partir de hoje.




Se olharmospara a história da Academia, desde sua fundação, em 06 de dezembro de 2012, até nossos dias, ela nunca esteve a andar para trás. É uma instituição nova e que de maneira lenta e gradual vem se consolidando no cenário cultural de Muriaé e região.

Com Luiz Gonzaga, idealizador e 1º presidente, a Academia deu seus primeiros passos com os trâmites burocráticos próprios da criação de instituições como essas.

Na sequência, Valéria Fernandes, 2ª presidente, consolidou a estruturação institucional da AMLE e a instalou formalmente em 24 de abril de 2015, diante da sociedade.

Desde então, a Academia caminhou no sentido de ocupar seu espaço no cenário cultural de Muriaé, tendo até o final de 2016 realizado dois grandes eventos, o Simpósio de Literatura e a Mostra de Música Contemporânea, além de uma série de solenidades internas e externas, que serviram para mostrar a seriedade institucional e a alta qualidade de produção cultural que Muriaé ganha por possuir uma Academia de Letras e Artes.

Usando de uma alegoria, a Academia é como um edifício em construção que em seu período inicial ganha um cercado para isolar as pessoas comuns do canteiro de obra. Todo mundo sabe que ali vai sair um edifício, mas ninguém consegue o ver ainda, pois lá dentro está sendo feita a parte mais importante, a fundação, a qual dará sustentação a toda estrutura que vier posteriormente. Esse foi o período da presidência do Professor Luiz Gonzaga. Já com Valéria Fernandes, o prédio ganhou forma e acabamento para ser usado, e o cercado foi retirado de modo a permitir a aproximação das pessoas.

No contexto da alegoria, vejo que no momento que assumo a presidência da AMLE, o edifício está construído e pronto para ser usado. Tenho plena consciência que caberá a nós, diretoria 2017-18, promover a dinamização, ocupação e funcionamento de tão grandiosa construção.

Daí deriva a minha fala inicial, a qual repito: é um sentimento de grande responsabilidade estar à frente dessa casa, especificamente, nesse momento.

E é imbuído desse sentimento, que partilho com vocês confrades, confreiras e demais presentes que irei conduzir a Academia nos próximos dois anos com pulso firme, diálogo, humildade e serviço.

Em nossa gestão, trabalharemos com dois objetivos básicos: a criação de uma agenda cultural anual da Academia (Com palestras, mesas redondas, saraus, cafés filosóficos, mostras artísticas, simpósios, concursos e cursos) e a publicação da Revista da AMLE.

Na condução desses objetivos, nossa gestão terá por princípios a valorização dos acadêmicos e o fomento à arte de vanguarda, esta que atualmente representa um nicho cultural em nossa cidade.

Por fim, tenho a consciência de que sozinho, mesmo diante de grandes ideias, nada se efetiva. Dessa forma, contarei nos próximos dois anos com a ajuda especial de cada um de vocês, acadêmicos e acadêmicas, intelectuais muriaeenses. Pois assim, juntos, tornaremos a nossa cidade um lugar melhor para se viver.

Cito padre Fábio de Melo no Poema Estrada Real:

“A estrada que me leva é real, e o destino que me espera também…”

A estrada que nos leva é real, e o destino que nos espera também…

Muito obrigado!

Fonte: AMLE

Confira também

Filme “Annabelle 3” estreia na próxima quinta no Cine Veredas em Muriaé

Entra em cartaz nesta quinta-feira (27), no Cine Veredas em Muriaé, o filme “Annabelle 3 …

Um comentário

  1. Parabéns, Deus abençoe e ilumine seu trabalho e toda a equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *