Home / Notícias / Entretenimento e cultura / Projeto Usina Criativa de Cinema seleciona curta-metragens produzidos na Zona da Mata

Projeto Usina Criativa de Cinema seleciona curta-metragens produzidos na Zona da Mata

O Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais lança, nesta segunda-feira (28), em Cataguases, o projeto Usina Criativa de Cinema, que visa selecionar, incubar e apoiar a produção de curtas-metragens produzidos por realizadores locais, oferecendo consultoria, infraestrutura e recursos para seu desenvolvimento.

Serão selecionadas cinco obras audiovisuais de curta-metragem (aproximadamente 15 minutos de duração), que receberão recursos e acompanhamento técnico por meio de consultorias de especialistas que possam levar à otimização dos resultados de cada produção. Além disso, os projetos passarão a integrar uma plataforma virtual compartilhada para recebimento de suporte de diversos serviços e participarão de uma mostra regional itinerante, que acontecerá em abril de 2016.

Para participar, é necessário residir na área de atuação do Polo Audiovisual da Zona da Mata (Cataguases, Muriaé, Mirai, Itamarati de Minas, Leopoldina, Além Paraíba, Ubá, Recreio, Descoberto e São João Nepomuceno). Serão aceitas inscrições de filmes de todos os gêneros (ficção, documentário, animação e experimental) com temática livre, salientando-se a necessidade de valorizar aspectos da cultura, histórica e personagens da região da Zona da Mata de Minas Gerais, que obrigatoriamente deverá ser cenário e locação dos filmes a serem produzidos com os incentivos do projeto.




Nesta terça-feira (29), o projeto será apresentado em Muriaé, às 10h30, no Teatro Municipal Belmira Vilas Boas, na Avenida Coronel Domiciano, 13, Centro.

Polo Audivisual da Zona da Mata de Minas Gerais

Criado em 2002, tendo a inauguração do Centro Cultural Humberto Mauro como marco, o Polo mobiliza lideranças da Região em torno de um Programa de Cultura, Educação, Inovação e Desenvolvimento Sustentável. A partir de 2007, a força do legado de Humberto Mauro, pioneiro do cinema nacional, e do Modernismo nas Artes, Arquitetura e Literatura na Região, conduz à escolha do Audiovisual como eixo principal das ações. Nos últimos dez anos, sob a liderança da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, Instituto Fábrica do Futuro e SEBRAE, desenvolvem-se projetos, eventos, para consolidação de um Polo regional de conexões nacionais, e de cooperação internacional, sobretudo, com países de língua portuguesa.




A missão do polo é promover produções audiovisuais, formação técnica, festivais, eventos e ações estratégicas para consolidação do setor audiovisual como vetor de desenvolvimento na Região, gerando recursos e novas oportunidades de trabalho e negócios, com impacto na economia local.

Fonte: FUNDARTE / Polo




Confira também

Galeria de arte do Grande Hotel Muriahe recebe exposição de pintura

Na última quinta-feira (10), a Galeria Monica Botelho do Centro Cultural Grande Hotel Muriahe recebeu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *