Home / Notícias / Esportes / Em jogo com arbitragem polêmica, Nacional cede o empate no fim para o Social

Em jogo com arbitragem polêmica, Nacional cede o empate no fim para o Social

O Nacional de Muriaé foi a campo, na manhã deste domingo (15), precisando de uma vitória diante do Social de Coronel Fabriciano, líder do grupo A do Módulo II do Campeonato Mineiro, para encaminhar a sua classificação para o hexagonal final. Em jogo com arbitragem polêmica, o NAC cedeu o empate na reta final do jogo.

Sob o comando de João Carlos, o Nacional foi a campo com Glaycon, Geison, Cláudio Luiz, Lucão, Bicudo, Marcão, Lineker, Junior Lemos, Jouberth, André e Sabino. Já o Social, do técnico Gerson Evaristo, entrou em campo com Gustavo, Gleissinho, Patrick, Gustavo, Serrano, Tôto, Caetano, L. Ricardo, L. Mourão, Eraldo e R. Pardal.

Precisando da vitória, o NAC começou pressionando e foi para cima do Social. Aos 20 minutos, pênalti para o Nacional. Cláudio Luiz cobrou e abriu o placar. O Social chegou ao empate, aos 35 minutos, com um gol contra de Geison, que tentou desviar a bola e acabou enganando o goleiro Glaycon. Ao apitar o fim do primeiro, o árbitro foi bastante cobrado por dirigentes do NAC na saída do campo. Na volta para a etapa complementar, o técnico do Social promoveu sua primeira substituição: Tôto saiu para a entrada de Paxá. Logo no início do segundo tempo, o Social ficou com um a menos em campo, após a expulsão de Serrano. Aos 10 minutos, novo pênalti para o Nacional, que Cláudio Luiz converteu para deixar o time muriaeense novamente na frente. O técnico do Social promoveu mais duas substituições: saiu Mourão e entrou Léo Mineiro; e Caetano entrou no lugar de Paulo Vitor. Pelo NAC, Lineker saiu para a entrada de Walter Minhoca; Assis entrou no lugar de Sabino; e André saiu para a entrada de Washington. Com o Social saindo mais para o jogo, o Nacional levava bastante perigo ao gol de Gustavo. Já no fim da partida, aos 44 minutos, Eraldo empatou para o Social e deu números finais a partida.




A partida foi apitada por Hudson Fernandes da Silva (FMF), que foi auxiliado por Leandro Salvador da Silva (FMF) e Fabiano Jesus Silva (FMF).

Público presente: 1.908. Pagantes: 1.491. Renda: R$ 12.070,00.

Outros resultados da rodada: Grupo A – Minas Boca 2 x 3 Ipatinga; Grupo B – Patrocinense 1 x 0 CAP Uberlândia, Montes Claros 0 x 1 Araxá, Uberlândia 1 x 1 Tricordiano.




Com o resultado, quatro equipes permanecem na luta por duas vagas para o hexagonal final. O Social é o único time já garantido na próxima fase e com o primeiro lugar assegurado. O América de Teófilo Otoni aparece na vice-liderança, com oito pontos conquistados. Nacional, Ipatinga e Minas Boca, com seis pontos, completam a classificação a duas rodadas do fim. A situação mais critica é do time de Sete Lagoas, que terá só mais um jogo nesta Primeira Fase e não depende apenas de seus esforços para avançar de fase.

Na próxima rodada (a nona), no dia 18 de março, o Ipatinga recebe o Nacional e o América recebe o Minas Boca. O time do Social folga.




Fonte: Guia Muriaé

Confira também

Coronavírus: NAC e Tupi se enfrentam neste sábado com portões fechados

Por determinação da Federação Mineira de Futebol, que seguiu a orientação do Ministério da Saúde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *