Presidente da Câmara de Muriaé acata parecer da procuradoria jurídica e nega posse a suplente

Guia Muriaé no WhatsApp

O presidente da Câmara Municipal de Muriaé, Sargento Joel, acatou o parecer da procuradoria jurídica da Casa e negou a posse a Sandro Carrizo, suplente do vereador Jair Abreu, que pediu afastamento do cargo pelo período de 30 dias para cuidar de assuntos particulares.

Segundo o Regimento Interno da Câmara, a convocação do suplente teria que ter sido feita no prazo de 15 dias. Com isto, Sandro Carrizo deve ser convocado para assumir apenas no próximo dia 18 de novembro.

Sandro Carrizo divulgou uma nota falando sobre, que pode ser lida abaixo na íntegra:

Agradeço as palavras de apoio e solidariedade e reafirmo aqui meus compromissos com a construção de um mundo melhor para todos. Ano passado disputei uma eleição contra candidatos fortíssimos e cheios de grana para gastar na campanha e obtive 839 votos de credibilidade, que me garantiram a condição de 1° suplente do Partido dos Trabalhadores. Ontem, iniciou-se a licença (sem vencimentos) do vereador Jair Abreu, e, como todos esperavam, fui lá na Câmara tomar posse como vereador. Porém, um parecer da procuradoria jurídica afirmou que somente poderia ser dado posse ao suplente com o prazo de 15 dias. A mesa diretora acatou a decisão e o Presidente da Casa Legislativa me comunicou que não seria me dado a posse. Então, meus amigos, nestes próximos 15 dias, a nossa cadeira ficará vazia sem o titular e muito menos com o suplente. Neste período, não poderemos apresentar projetos, indicações, ou debater ideias e Muriaé, ficará desfalcada de um vereador, o que considero um prejuízo para a população que ficará com sua representação limitada. Respeito a posição da mesa diretora, e acato a decisão do Presidente, porém tenho todo o direito de não concordar e nesse sentido adianto aqui algumas indagações que farei quando assumir a função que me é de direito: A quem interessa a Casa legislativa ficar com um vereador a menos? Qual foi o objetivo da mudança do regimento interno que alterou a convocação dos suplentes de 3 para 15 dias? Qual o crime de improbidade seria cometido com a convocação imediata do suplente? Será que existe pirraça contra o Partido dos Trabalhadores? Será que um aliado seria tratado da mesma forma? Pelo que pude perceber, existem muitas dúvidas… Uma coisa é certa: Parece ser errado querer andar correto! E a cadeira continuará vazia…

Fonte: Guia Muriaé

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo