Submarino usado para ver destroços do Titanic desaparece com 5 pessoas

Guia Muriaé no WhatsApp

No dia 19 de junho, um submarino utilizado para explorar os destroços do lendário navio Titanic desapareceu nas águas do Atlântico, de acordo com um porta-voz da guarda costeira dos Estados Unidos. O pequeno submarino estava com cinco pessoas a bordo no momento do desaparecimento, próximo aos destroços do Titanic.


A notícia do desaparecimento foi primeiramente divulgada pelas emissoras britânica BBC e norte-americana CBS, porém ainda não há informações sobre o paradeiro dos tripulantes. O incidente deixou a comunidade internacional em alerta, uma vez que diversas empresas organizam expedições para visitar os destroços do icônico navio.

Os destroços do Titanic estão localizados a 3.800 metros de profundidade e a aproximadamente 640 quilômetros da ilha canadense de Terra Nova. A OceanGate Expeditions, empresa responsável pela expedição, confirmou em comunicado ser proprietária do submarino e informou que está empenhada em realizar todos os esforços necessários para trazer a tripulação de volta em segurança.

A empresa destacou a preocupação com os membros da tripulação e suas famílias, afirmando que está recebendo assistência de diversas agências governamentais e outras empresas na tentativa de restabelecer o contato com o submarino desaparecido.

A OceanGate Expeditions é a única empresa que possui um submarino chamado Titan, capaz de atingir as profundezas do oceano para explorar os destroços do Titanic. Recentemente, a empresa anunciou o início das operações com esse propósito, oferecendo viagens de sete dias para que os interessados possam testemunhar de perto o legado do navio afundado.

Normalmente, o submarino comporta uma tripulação de cinco pessoas. No dia 14 de junho, a OceanGate Expeditions comunicou, por meio do Twitter, que estava utilizando a empresa de comunicações Starlink para manter um canal de contato aberto durante a expedição.

O naufrágio do Titanic ocorreu em abril de 1912, durante sua viagem inaugural entre o Reino Unido e os Estados Unidos, após colidir com um iceberg. O trágico incidente resultou na morte de 1.514 dos 2.224 passageiros e tripulantes a bordo.

Os destroços do navio só foram descobertos em 1985, mais de sete décadas após o naufrágio. Desde então, a exploração dos restos do Titanic tem despertado grande interesse histórico e científico, proporcionando novas perspectivas sobre um dos eventos mais marcantes da história marítima.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da RTP

WhatsApp Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754
Seguir o Guia Muriaé no Google News
📲 Acompanhe o GUIA MURIAÉ - Facebook / Instagram / Telegram / Threads / TikTok / Twitter / YouTube / WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guia Muriaé no WhatsApp
Botão Voltar ao topo