Resumo da novela Nazaré – 03/01 a 08/01

Confira o resumo dos próximos capítulos da novela Nazaré (de 03 de janeiro a 08 de janeiro), exibida pela Band, e fique por dentro dos principais acontecimentos desta semana.

Segunda-Feira, 03 de Janeiro

Capítulo 165: Bernardo vai a casa da mãe, e Verónica acha que foi para buscar a irmã, mas Bernardo diz que se vai mudar para ali pois quer proteger a irmã e a sobrinha. Verónica olha os filhos e diz-lhes que, um dia, ainda lhes vai provar que tudo o que faz é por eles e por ser uma boa mãe.

Bárbara vai a casa de Nazaré para lhe dizer que fique longe dela e de Duarte pois vão ter um filho e não a quer mais na vida deles. Duarte, sem saber onde Bárbara está, liga-lhe e Bárbara aproveita para provocar ainda mais Nazaré.

Matilde, exausta de tanta provocação, pede a Bárbara que se vá embora. Dolores, desconfiada da gravidez da filha, aproveita para ir até à Quinta levar um presente para o bebé e tenta sacar algumas informações da filha.

Dolores fica a saber que Bárbara continua a ir ao médico de sempre e regista a informação. Bernardo pede para falar a sós com Duarte e mostra-lhe os sapatos de Verónica.

Diz ao primo que Érica viu a mãe a chegar com aqueles sapatos no dia do desaparecimento de Heitor. Duarte não consegue ajudar o primo na investigação, mas tem uma ideia.

Na casa Gomes, Bernardo dá os sapatos a Nazaré e diz que Duarte lhe pediu que lhos entregasse pois confia nela e acha que é a pessoa indicada para investigar. Érica vai com Yara até ao Hotel e pergunta por Cris.

Laura avisa-a que Cris não está bem pois está a ressacar, mas Gonçalo acha que lhe fazia bem ver a filha. Cris fica muito revoltado quando Érica entra com Yara e diz que não quer que a filha o veja assim.

Érica diz-lhe que não vai desistir dele, mas Cris diz-lhe que vá ter com Luís e que o deixe em paz. Na Quinta, Bárbara avança sensual para Duarte.

Duarte retrai-se, tem medo por causa do bebé, mas Bárbara não desiste e diz que não tem problema nenhum. Dolores liga para o consultório da médica da filha e percebe que Bárbara não vai lá há mais de dois meses.

Luís aparece, diz que está pronto para ir para o Mercado, e Dolores diz-lhe que vá andando que já lá vai ter. Dolores chama Bárbara lá a casa e diz que ligou para o consultório e que lhe disseram que Bárbara não tinha estado lá.

Bernardo e Nazaré já estão no local onde Heitor desapareceu e, depois de muita procura, Nazaré encontra um berloque que confirma pertencer aos sapatos de Verónica. Bárbara, em pânico, tenta fugir à conversa, mas Dolores confronta-a com o pagamento que fez a uma grávida no Mercado e Bárbara desaba dizendo que não vai permitir que Nazaré lhe roube Duarte, mais uma vez.

Dolores avisa Bárbara que tem de desfazer esta mentira, mas a jovem, já fora de si, pega numa faca e ameaça matar-se caso Dolores não prometa ficar calada e não contar nada a Duarte. Dolores acaba por ceder à ameaça de Bárbara.

Nazaré e Bernardo ficam contentes com a prova que encontraram e Nazaré diz que vai à polícia sozinha e que vai provar que Verónica esteve no local do crime. Na Atlântida, Bárbara fica com esperança na proposta de cortes nos departamentos, mas diz que não é suficiente.

Em conversa com Verónica, Bárbara diz-lhe que vão ter de rever os fornecedores e encontrar novos com preços mais baixos. Verónica não quer comprometer a qualidade inerente aos produtos da Atlântida, mas Bárbara ameaça-a.

Bernardo informa Duarte do que ele e Nazaré encontraram no local. Diz ao primo que Nazaré vai à polícia e vai denunciar Verónica.

Duarte pergunta ao primo como é que Nazaré está e Bernardo responde-lhe que lhe disse que Duarte gosta dela. Nazaré vai ter com Laura e Santos ao Hotel e mostra o que encontrou na pedreira.

Terça-Feira, 04 de Janeiro

Capítulo 166: Cris, desesperado, atira o prato da sopa e grita com a irmã. Está descontrolado e cheio de dores, mas Ana diz-lhe que não vai desistir dele.

De outro lado, Érica escreve-lhe uma carta a dar conta que se vai embora e que, quando estiver instalada, lhe diz onde está. Érica esconde a carta.

Bárbara conta a Duarte que recuperou o negócio dos hotéis do Algarve. Duarte sorri, está orgulhoso dela.

Já na Atlântida, Verónica pergunta a Bárbara se Duarte sabe como é que ela recuperou o negócio, mas Bárbara, com desprezo, diz a Verónica para se preocupar apenas em fazer um bom trabalho. Ermelinda paga a um falsificador para forjar um estudo ambiental que demonstre que os terrenos do Lar não estão em condições de forma a conseguirem impedir Isabel de comprar o Lar.

Verónica comenta com Isabel o negócio que Bárbara fez na Atlântida e de que maneira o conseguiu e diz que vai aguardar que Bárbara deixa a empresa na miséria para depois a poder comprar. Em casa dos Carvalho, Sofia partilha a sua felicidade por saber que Pipo está a fazer progressos.

Carol fica indignada e não percebe porque é que toda a gente pode estar feliz menos ela. Sofia tenta dar apoio à filha e diz ser normal ela sentir a falta do pai.

Matias chega para fazer uns exercícios com Sofia, a pedido de Nazaré. Sofia treina, muito focada, mas Matias começa a distraí-la e vão fazer amor.

João mostra o documento a Isabel, que fica furiosa, e diz-lhe que o fez porque não quer que ela gaste dinheiro desnecessariamente. No Mercado, Toni avista Nazaré e aproveita a oportunidade para lhe fazer ciúmes com Juliana.

Matilde, que observa, percebe que Nazaré fica com ciúmes e adverte a filha de que gostar de dois homens não pode dar coisa boa. Na Quinta, Dolores continua a insistir com Bárbara para contar a verdade a Duarte.

Bárbara discute com a mãe e diz-lhe que já sabe o que acontece se continuar a insistir no assunto. Duarte surpreende-as, mas Bárbara apressa-se a disfarçar falando de outra coisa.

Érica vai a casa dos Soares, a pedido de Luís, que lhe diz que foge com ela pois não quer abandoná-la e ama-a demais para a deixar ir sozinha. No Restaurante, Matias diz a Sofia que devia contar a Carol, de uma vez por todos, que eles estão juntos.

Sofia tem receio e teme que não seja a melhor altura mas acaba por dar razão a Matias. Glória comenta que gosta muito de Sofia mas que acha que é uma mulher com demasiada bagagem para o filho.

Verónica está na sala, a trabalhar, quando Paula entra e lhe entrega uma encomenda que chegou de um estafeta. Verónica abre a encomenda e vê que são as roupas que Heitor usava no dia do incidente na pedreira.

Verónica fica em pânico por perceber que Heitor não morreu. Bernardo chega, entretanto, e Heitor começa a ligar a Verónica.

Verónica tenta despachar Bernardo e atende Heitor, que lhe diz que vai acabar com ela. Bernardo fica desconfiado por ver a mãe tão agitada.

Sofia chama Carol e pede para falar com ela. Matias inicia o seu discurso quando Sofia repara nos óculos de Heitor pousados em cima do móvel da sala.

Quarta-Feira, 05 de Janeiro

Capítulo 167: Érica chora desesperada porque a filha foi raptada. Duarte conclui que só pode ter sido Heitor pois ele esteve lá em casa à procura de dinheiro para fugir pois a Verónica tinha ameaçado a sua família.

Duarte apressa-se a ligar a Santos enquanto Érica e Luís saem disparados na tentativa de encontrar Heitor. Num armazém abandonado vemos Heitor a pousar o ovo da bebé Yara enquanto lhe diz que não lhe vai fazer mal e que apenas precisa do dinheiro.

No Restaurante, enquanto Ismael tem um ataque de pânico e diz a Glória que não é capaz de cantar, Nuno vai ter com Nazaré e conta-lhe que Verónica foi à sua procura pois está com medo de Heitor. Nazaré interroga Nuno sobre a sua aproximação a Verónica, mas Nuno garante que a vilã já não o tem na mão e que ele está decidido a apanhar Heitor antes que Verónica o faça, para o entregar à polícia e não matá-lo, como Verónica deseja.

Bernardo entra em casa num grande alvoroço e conta a Verónica o que acabou de acontecer na Quinta, que Heitor raptou Yara. Verónica, fora de si, pega no telemóvel e liga a Heitor mas sem sucesso.

Ainda no Restaurante, e na tentativa de ajudar Ismael, Glória pede a Toni que apague as luzes e, de seguida, apresenta Ismael, que desta forma, já é capaz de cantar. Nazaré fica a saber, naquele instante, que Heitor raptou Yara.

Érica e Luís vão a casa dos Carvalho e Sofia pede a Carol que diga a verdade e que conte, por favor, se o pai a contactou nos últimos dias. Carol, revoltada, defende Heitor e sai para o quarto sem dizer nada.

Duarte acaba de desligar a chamada com o inspetor Santos quando comenta com Bárbara que a PJ já está à procura de Yara e que se sente culpado por toda a situação. Bárbara é prática e diz que Heitor não vai fazer mal a Yara pois só a quer como uma garantia.

Toda essa frieza magoa Duarte. No Hotel, Laura, Gonçalo e Ana estão desolados por causa do rapto de Yara.

Laura culpa-se por não ter protegido Yara e Érica quando sabia que Heitor andava à solta enquanto Ana diz que é melhor ocultarem esta situação a Cris pois pode por em causa a sua recuperação. No seu quarto, muito nervosa, Verónica liga novamente a Heitor quando é surpreendida por este.

Verónica fica em pânico enquanto Heitor a ameaça dizendo que para saber da neta terá de lhe dar 2 milhões de euros. Verónica ainda consegue alcançar a sua arma, mas Heitor diz-lhe que ele é a única pessoa que sabe onde está Yara e que não é muito inteligente acabar com ele.

Ao sair, Heitor avisa-a que arranje os 2 milhões de euros se quer voltar a ver a neta. Na manhã seguinte, Bárbara pergunta a Duarte se ainda está chateado com ela e avisa-o de que vai ao obstetra à tarde.

Bárbara sai e, de seguida, entra Luís, Bernardo e Nazaré com o intuito de procurarem alguma pista que os possa levar ao paradeiro de Heitor. Duarte pede a Nazaré para falar com ela, mas a conversa entre os dois é fria e distante.

Nuno vai ter com Verónica e pergunta se há notícias de Heitor e se ele já ligou a pedir um resgate pela bebé. Verónica mente e Nuno percebe, mas não diz nada.

Heitor liga a Verónica a combinar um local para a troca. Verónica vai ao Hotel ter com Laura e conta-lhe que Heitor ligou a pedir 2 milhões de euros ou então mata Yara.

Laura, em pânico, diz que vai ligar à polícia, mas Verónica impede-a e diz que é muito arriscado envolver uma bebé numa situação assim. Na Ermida de Nossa Senhora da Nazaré, vemos Verónica tensa a olhar à sua volta quando Heitor chega de carro e para afastado dela.

Bárbara entra em casa da mãe, revoltada e chorosa, dizendo que foi à sua médica e que a probabilidade de engravidar naturalmente é praticamente nula. Dolores não sabe o que dizer à filha e Bárbara não sabe como vai ser capaz de dar um filho a Duarte.

Quinta-Feira, 06 de Janeiro

Capítulo 168: Nuno vai ao encontro de Verónica e pergunta-lhe porque não lhe pediu ajuda para recuperar Yara das mãos de Heitor. Verónica diz-lhe que não queria meter a vida da neta em perigo e achou mais prudente pedir ajuda a Laura.

Verónica começa a manipular Nuno, sendo sedutora, e Nuno deixa-se ir. Verónica e Nuno começam a beijar-se intensamente, ele pergunta-lhe se quer que pare e Verónica diz que não.

Bárbara recorda a conversa que teve com a mãe e quando Duarte aparece diz que está sem apetite e que ele pode jantar sem ela. Duarte não quer que ela vá para a cama sem comer e mostra preocupação por causa do bebé.

Duarte vai para o banho, Bárbara faz uma chamada e sai. Sofia está pronta para sair de casa para ir jantar com Nazaré quando abre a porta e vê Heitor.

Heitor diz que a veio buscar e que se vão embora com os filhos. Sofia, em pânico, diz que não vai com ele a lado nenhum e começam a lutar.

Nazaré, em casa, liga para Sofia e estranha o seu atraso. No Mercado, Toni está à frente de Bárbara quando esta lhe diz que precisa da sua ajuda.

Toni fica em choque quando Bárbara lhe pede que a ajude a ter um filho. Heitor e Sofia continuam a lutar, ela já está muito cansada e cede a alguns golpes.

Ainda tenta fugir, mas Heitor apanha-a, beija-a à força e diz que vai levá-la com ele a bem ou a mal. Neste momento, chega Nazaré.

Heitor segura a ex-mulher, magoando-a, enquanto Sofia chora e olha suplicante para Nazaré. Nazaré consegue bater em Heitor e ele larga a amiga.

Os dois lutam e Heitor diz a Sofia que nunca vai desistir dela e foge. Nazaré ampara a amiga, que respira de alívio.

No Mercado, Toni está em choque com a proposta de Bárbara enquanto esta lhe explica que não consegue engravidar naturalmente e, por isso, precisa de um dador para fazer fertilização in vitro. Bárbara tenta manipular Toni explicando que, com este plano, ficam os dois bem, ele com Nazaré e ela com Duarte.

Toni não sabe o que dizer. Bárbara diz a Duarte que foi comprar à farmácia uns comprimidos que a ajudem a dormir.

Duarte fica preocupado e é carinhoso com ela dizendo que, acima de tudo, a quer proteger e ao bebé. Bárbara sente-se culpada.

Em casa dos Carvalho, Sofia já está acompanhada de Matias, enquanto o inspetor Santos diz a Sofia que vai por homens atrás de Heitor e lhe pede que não fique sozinha em casa e que, tanto ela como Carol, tenham cuidado e andem sempre com o telemóvel. Matias está muito preocupado e diz a Sofia que vai lá dormir em casa.

Ela acede e ele força a conversa de admitirem a Carol que estão juntos. Sofia tem receio que, neste contexto, não seja a melhor altura.

Em casa dos Silva, Glória lê novamente a carta de amor que Ismael lhe escreveu. Está completamente enfeitiçada.

Sexta-Feira, 07 de Janeiro

Capítulo 169: No dia seguinte, já com o Mercado a funcionar, Toni é apanhado a vender meixão e acaba por ser detido. Na Atlântida, Isabel conta a Verónica o seu plano triunfal que levou à detenção de Toni quando Ermelinda e João aparecem e lhe propõem a compra do Lar.

Isabel, em tom jocoso, diz-lhes que não têm dinheiro. Nuno vai a casa dos Carvalho e conta a Sofia que tem um plano para apanhar Heitor, mas que precisa da sua ajuda.

Carol é desagradável quando percebe que Matias anda a dormir lá em casa. Érica e Bernardo falam sobre as novas provas contra Duarte e mostram-se preocupados com a possibilidade de o primo ir preso.

Verónica chega, nesse momento, e os irmãos calam-se. Verónica força-os a contar o que se passa e Érica acaba por dizer que apareceram provas de que Duarte esteve no local do acidente.

Verónica aproveita para manipular os filhos a seu favor, mas Bernardo diz que acredita em Duarte. Na Quinta, Duarte desabafa com Bárbara pois está com muito medo de ir preso.

Duarte desabafa com Bárbara quando Verónica chega. Duarte pede-lhe que saia enquanto Verónica lhe diz que o mais sensato, visto que irá preso, é vender-lhe a Atlântida.

Antes de sair, Verónica conta o que Bárbara tem andado a fazer na empresa, dizendo que despediu colaboradores e optou por fornecedores com produtos mais baratos e que podem comprometer a qualidade do mobiliário da Atlântida. Duarte fica em choque.

Já sozinhos, Duarte e Bárbara discutem. Ela tenta justificar que não tinha outra alternativa e que não lhe contou nada pois não queria preocupá-lo.

Duarte relembra Bárbara que a empresa é dele e que é ele quem toma as decisões. Grande alvoroço no Mercado quando chega um oficial de justiça a ordenar que o Mercado seja encerrado.

Isabel assiste a tudo com uma satisfação tremenda. Glória e Dolores acusam Isabel de ter arranjado este esquema e ter culpado Toni para agora aproveitar e fechar-lhes as portas.

Isabel, firme, diz-lhes que o Mercada estará encerrado e que esta é a oportunidade que têm para vender as bancas e ganhar algum dinheiro. Os vendedores, em fúria, expulsam Isabel do Mercado enquanto Toni, de sorriso amarelo, olha para toda a situação não sabendo como se justificar.

Bernardo e Nazaré vão ao Hotel pedir a Laura que lhe arranje uma cópia dos bilhetes anónimos que estão a chegar à PJ. Laura avisa-os que está uma investigação em curso e que eles não podem nem devem intrometer-se.

Bárbara apanha Nazaré a ligar a Duarte e atende a chamada. Duarte chega ao pé dela e Bárbara, vitimizando-se, diz que põe o seu lugar na Atlântida à disposição e que se Duarte assim entender arruma as suas coisas e sai de casa.

Sem lhe dar hipótese de resposta, Bárbara finge sentir uma dor forte no abdómen e Duarte corre a socorrê-la. Já deitada na cama, e a ser assistida por uma médica cúmplice, Bárbara faz com que Duarte se sinta culpado.

Duarte acha que seria mais prudente irem ao hospital, mas Bárbara opõem-se e a médica diz não ser necessário. Quando esta sai, Duarte pergunta a Bárbara se se quer mesmo separar e ela nega enquanto o vai manipulando para manter a farsa da gravidez.

No Mercado, Matias arruma a banca visivelmente desanimado e angustiado com o fecho. Sofia aparece, tenta animá-lo, e dá-lhe um beijo.

Sábado 8 de Janeiro

Capítulo 170: Perigo. Não se aproximem”.

Toni estranha ver Nazaré, mas regista que ela está com Bernardo e que o jovem diz, no meio da conversa, que Duarte só está com Bárbara por causa do filho. Matias vai ter com Sofia a casa e desabafa com ela sobre a situação de Glória e Ismael.

Sofia acha que tanto Matias como Toni estão a ser preconceituosos e que Glória tem todo o direito a ser feliz. Carol está com raiva de Matias, mas tenta disfarçar.

Ismael vai ter com Glória a casa e diz-lhe que não vai desistir dela e que vai perceber o que é necessário fazer para que os filhos o aceitem. Glória manda-o embora mas Ismael, persistente, deixa-lhe mais uma carta.

Toni vai ter com Bárbara à Atlântida e diz-lhe que aceita a sua proposta e a vai ajudar a engravidar mas, em troca, quer que o pagamento seja generoso. Em casa dos Soares, Érica ajuda Luís a subir para a prancha e a tentar equilibrar-se quando são surpreendidos por Verónica que ameaça Érica e lhe diz que, caso não deixe de ver Luís, lhe tira a filha.

Érica fica cheia de raiva da mãe mas, por outro lado, teme as consequências. Em casa dos Carvalho, Heitor toca à campainha e Carol deixa-o entrar.

Heitor pergunta à filha o que se passa e esta conta-lhe da relação de Sofia com Matias e diz que se quer ir embora para longe com ele. Heitor tenta controlar a raiva que sente e avisa Carol que não se podem ir embora só os dois, que quando forem vão todos e que para isso precisa da sua ajuda.

Duarte liga a Nazaré. Com sinceridade, agradece-lhe todo o esforço e apoio que lhe tem dado e tudo o que está a fazer por ele.

Nazaré conta a Duarte que já lhe tinha ligado, mas que foi Bárbara quem atendeu. Duarte regista a informação, revoltado.

Nazaré diz-lhe ainda que sabe que ele é inocente e que o seu objetivo é conseguir provar isso e que, a partir desse momento, sai da vida dele e o deixa em paz. No Restaurante, o ambiente está tenso entre Glória e Toni.

Ismael chega, e decidido a lutar por Glória, diz que como prova do seu amor se deu como culpado do tráfico de meixão. Na cozinha do Hotel, Sofia e Laura desabafam uma com a outra.

Nuno aparece e estranha a presença de Sofia pois achava que esta estava com Matias. Sofia fica confusa e Nuno explica que Matias recebeu uma SMS de Sofia e saiu para ir ter com ela.

Sofia, em pânico, sai a correr em direção a casa com Nuno atrás dela. Heitor está de arma apontada a Matias.

Ele fica com medo, mas mantém a sua postura e diz que só se vai afastar de Sofia se Heitor o matar. Heitor olha-o num tom ameaçador e avisa que, caso não se afaste de Sofia, será ela a morrer.

Matias enfrenta Heitor e diz que não pode obrigar Sofia a ficar com ele. Heitor, em tom de ameaça, volta a avisar Matias que, ou deixa Sofia, ou ela morre.

Nazaré e Bernardo analisam os bilhetes e a falha de impressão e chegam à conclusão que, se conseguirem descobrir a quem pertence a impressora, descobrem o assassino de Félix. A tensão é cada vez maior.

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo