Resumo da novela Nazaré – 27/12 a 31/12

Confira o resumo dos próximos capítulos da novela Nazaré (de 27 de dezembro de 2021 a 31 de dezembro de 2021), exibida pela Band, e fique por dentro dos principais acontecimentos desta semana.

Segunda-Feira, 27 de Dezembro

Capítulo 160: Érica fala com a mãe sobre Yara quando Verónica lhe diz que o único acordo que aceita é que Yara vá viver com ela. Érica, já de rastos, diz à mãe que se é isso que é preciso para que fiquem todos em paz que permite que a filha vá viver com ela na condição de ela ir também.

Isabel vai até à Quinta encontrar-se com Duarte. A empresária, cumprindo o plano da amiga, diz a Duarte que confiava em Verónica até ter descoberto o que fez com a empresa e diz a Duarte que está disposta a ajudá-lo.

Isabel propõe a Duarte a compra da Atlântida por 100 milhões de euros. Na casa Félix, Érica está frente a frente com Verónica e pergunta à mãe se voltar para casa com a filha, se a mãe esquece a questão da guarda de Yara.

Verónica avisa a filha que, se voltar, vai ter de cumprir as suas regras. Na Quinta, Duarte diz a Isabel que não está disposto a vender a empresa.

Isabel, sonsa e sem querer dar muito nas vistas, diz-lhe que lhe dá dois dias para pensar no assunto. Toni está em casa de Sofia e acaba de mudar a fechadura da porta.

Sofia tem medo que, ainda assim, Heitor consiga entrar e tem medo do que possa acontecer. Carol não entende aquilo tudo e acredita que o pai mudou, mas Sofia pede-lhe, por favor, que estejam unidas e em sintonia.

Nuno vai a casa de Verónica e, de forma brusca, pergunta-lhe por Heitor. Verónica diz que não sabe dele e, quando Nuno sai, apressa-se a deixar uma mensagem de voz a Heitor dizendo que não volte.

Isabel chega e devolve as chaves de casa a Verónica para evitar que desconfiem que elas são amigas e conta-lhe que Duarte não aceitou vender a empresa. Em casa dos Soares, Bernardo pede à irmã que não volte para casa da mãe e Dolores apoia-o.

Érica diz-lhes que não há outra solução para parar esta guerra e pede que respeitem a sua decisão e que não digam nada ao Luís. Ermelinda e Floriano bebem chá quando Isabel aparece e diz a Floriano que vai ter de o recolocar noutro Lar.

O casal fica em desespero com a notícia e Ermelinda começa logo a engendrar um plano. Ana leva Laura até ao Mercado e implora à mãe que deixe Cris voltar para casa.

Cris está com um ar degradante e tanto Ana como Laura não conseguem conter o choro. Laura acede e, já no Hotel, ajuda Cris a instalar-se.

Diz que vão ligar para uma clínica de reabilitação e que, a partir daquele momento, Cris não pode sair do quarto. Cris está disposto a cumprir as regras da mãe.

Na Quinta, Bárbara diz a Duarte que acredita que ele se virá a arrepender de não vender a empresa, mas Duarte recusa-se a pensar em vender a Atlântida e está determinado em arranjar financiamento.

Terça-Feira, 28 de Dezembro

Capítulo 161: Em casa dos Carvalho, Sofia sai apressada para uma entrevista e pede a Carol que não abra a porta a ninguém. Já sozinha, Carol ouve Heitor a pedir que lhe abra a porta e acaba por ceder.

Heitor manipula a filha e Carol acaba por concordar em ajudar o pai. Já na casa Félix, Érica vem com o biberão pronto enquanto Verónica pega em Yara e reclama que o leite está muito quente.

Laura e Gonçalo aparecem para ver Yara mas Verónica não os quer ali. Contrariada, Érica acaba por lhes pedir que saiam.

Bárbara está na Atlântida e tenta resolver o problema com os motoristas que se recusam a fazer a entrega da encomenda se isso significa terem de assumir eles os custos. Duarte liga a Bárbara e ela conta-lhe o que se está a passar e Duarte pede-lhe que tente fazer com que os motoristas vão até à Quinta para que Duarte possa falar com eles.

No meio desta crise, Verónica aparece e, mal se apercebe do que se passa, aproveita para deitar Bárbara a baixo e desdenhar do trabalho que ela e Duarte estão a fazer na empresa. Em casa dos Soares, Luís está de volta a casa com a boa notícia de que não vão ter de lhe amputar o braço.

Mas nem tudo são boas notícias quando fica a saber que Érica se mudou para casa de Verónica levando Yara consigo. Sofia e Nazaré treinam no saco de boxe quando são interrompidas por Carol.

A jovem tem vontade de contar que o pai esteve lá em casa mas, nesse momento, recebe uma SMS de Heitor e fica em pânico acabando por não dizer nada. Sofia percebe que a filha está a mentir e comenta com Nazaré a suspeita de Nuno sobre Heitor que acha que Verónica anda a ajudar Heitor e a dar-lhe dinheiro.

Nazaré vai tentar descobrir mais alguma coisa. Heitor surpreende Verónica na Atlântida.

Aparece disfarçado, para evitar ser reconhecido, e diz-lhe que se não quer acabar a arder como António tem de arranjar 2 milhões de euros para que ele fuja com a família. Verónica cede, com medo de Heitor, e ele diz que quer o dinheiro amanhã e aconselha-a a ir-se embora também.

Verónica diz que não tem medo porque não há provas contra ela. Nazaré vai até à Atlântida e liga a Sofia quando está no escritório da presidência.

Verónica apanha-a e Nazaré, sem medo, enfrenta-a e exige que lhe diga onde está Heitor. Verónica diz que não sabe e, de repente, ouve-se um grande burburinho vindo de fora e seguem as duas para perceber o que se passa.

No lobby da empresa, os funcionários reclamam por falta de pagamento. Bárbara não sabe o que há-de fazer e Verónica, aproveitando-se da situação, junta-se aos trabalhadores.

Nazaré tenta ajudar Bárbara como pode. Na Quinta, Bárbara conta a Duarte o que se passou e Duarte fica aflito pois não vai conseguir pagar aos colaboradores em 24h.

Duarte pensa em Isabel como a sua única salvação. No Hotel, Cris está fechado no quarto e a ressacar quando Ana entra com comida, Cris é agressivo e quer sair do quarto.

Laura e Gonçalo, da receção, conseguem ouvir os gritos do filho e Gonçalo quer ir ajudar Ana, mas Laura não deixa e diz-lhe que se Ana precisar de ajuda, vai pedir. No Lar, Bernardo mostra a Ermelinda e Floriano a árvore genealógica que fez de Isabel e dá-lhes uma breve explicação.

Ermelinda e Ismael discutem o plano para derrubar Isabel. Ermelinda chama Isabel ao Lar para conversar com ela sobre a situação de Floriano.

Quarta-Feira, 29 de Dezembro

Capítulo 162: Heitor vai ter com Verónica e percebe que ela não tem o valor acordado. Heitor ameaça-a e diz que vai entregá-la à polícia, mas Verónica pede-lhe mais um dia e garante que vai arranjar o dinheiro que falta.

Duarte chama Isabel à Quinta e diz-lhe que só aceita fazer o negócio se for por mais dinheiro. Isabel, olha-o e diz que não será por isso que o negócio não vai para a frente.

Duarte está de rastos por ter de tomar esta decisão. No seu quarto, Verónica acaba de preparar a mala com dinheiro para entregar a Heitor e envia-lhe uma SMS a combinar o encontro.

Em casa dos Carvalho, Sofia acaba de preparar o pequeno-almoço e chama Carol para comer. Carol não responde e Sofia vai ao seu quarto, quando se apercebe que a filha não está.

Carol deixou um bilhete, em cima da mesa, a dizer que está bem e que em breve dará notícias. No Mercado, Carol vai até à banca de Matias com a intenção de se despedir dele.

Matias não se apercebe e aceita, de bom grado, uma pen que Carol lhe dá com algumas músicas, de uma forma muito emotiva. É muito cedo, Heitor aguarda ansiosamente a chegada de Verónica à pedreira onde combinaram encontrar-se.

Verónica chega finalmente e entrega a Heitor a mala onde está o dinheiro. Heitor abre a mala para confirmar o seu conteúdo e é quando percebe que a mala está vazia mas, sem qualquer tempo de reação, é empurrado por Verónica para o precipício.

Ouve-se um grito e Verónica espreita, cá de cima, e sorri ao ver o corpo de Heitor a boiar. De seguida, Verónica vai até ao carro de Heitor, e com todos os cuidados, pega no telemóvel dele e leva-o consigo.

Sofia está muito assustada por não saber de Carol. Matias conta-lhe que ela esteve no Mercado e que a conversa foi muito estranha.

De repente, a conversa é interrompida por uma SMS de Heitor, dizendo a Sofia que a escolha foi dela e que espera que seja feliz sem eles. Verónica chega a casa descalça e Érica estranha.

Verónica diz à filha que partiu os saltos dos sapatos. Entretanto Isabel tem boas notícias, ela e Duarte vão assinar o contrato de compra e venda da empresa.

Nazaré vai a casa dos Soares visitar Luís, que lhe conta da aquisição da nova máquina para os queijos e da falta de dinheiro para a acabar de pagar. Luís diz que entretanto, com a situação toda no mercado, a mãe não pode estar a gastar este dinheiro todo numa máquina mas que talvez, com a venda da Atlântida, o Duarte os consiga ajudar.

Na Quinta, Duarte pede a Bárbara que avise os funcionários que vão receber os seus ordenados. Bárbara fica desagradada quando percebe que não irá sobrar dinheiro nenhum para eles os dois.

Quinta-Feira, 30 de Dezembro

Capítulo 163: Sofia está em sua casa com Matias, desolada por achar que Heitor raptou Carol e a levou para longe. Carol chega, de repente, e chora dizendo que o pai lhe pediu para ir ter com ele e disse que depois iam buscar Pipo, mas nunca chegou a aparecer.

No Hotel, Cris está com a filha. Érica é dura com ele, mas só quer o seu bem.

Cris diz que vai recuperar e pede à família se pode começar a dar uma ajuda no bar do Hotel. Verónica entrega a Isabel a procuração para que possa assinar o contrato em seu nome e oferece-lhe uma mala cara, como agradecimento.

Isabel diz-lhe que pode agradecer-lhe quando regressar, de forma triunfal, à empresa pois a escritura vai realizar-se no dia seguinte. O Inspetor Santos vai a casa dos Carvalho e fala com Sofia sobre o desaparecimento de Heitor.

Matias e Nazaré, que também lá estão, ficam confusos com tudo o que se está a passar e Sofia mostra a Santos a última SMS que recebeu de Heitor. Bernardo vai até ao Restaurante e percebe que a mala que Isabel traz consigo é exatamente a mesma mala que a mãe lhe tinha dito que tinha comprado para Érica.

Bernardo conta isto a Nazaré e os dois discutem a possibilidade de isto não passar tudo de um plano de Verónica para reaver a empresa. Nazaré vai ao Mercado e pede a ajuda e Toni pois precisa de roubar a mala de Isabel para ver se encontra alguma pista do plano que ela e Verónica estão a tramar.

Na Quinta, Duarte folheia um antigo álbum de fotografias do pai na Atlântida. Bárbara diz-lhe para pensar se quer mesmo vender a empresa.

Nazaré empata Isabel, enquanto aguarda por Toni, e quando Toni lhe faz sinal, Nazaré encaminha Isabel até ele. Toni faz cair uma caixa, e com a confusão, troca a mala de Isabel por uma idêntica.

Tocam à campainha, é Isabel que vem pronta para fechar o negócio. Duarte diz a Bárbara que a sua decisão está tomada.

Isabel entrega-lhe o contrato e Duarte lê-o com muita atenção. Toni e Nazaré vasculham a mala de Isabel, mas não conseguem desbloquear o telemóvel.

Nazaré encontra a procuração que Verónica passou a Isabel, e aflita, começa a tentar ligar a Duarte para o avisar. Duarte não atende a chamada de Nazaré.

Isabel fica tensa quando, ao ir à sua mala buscar uma caneta, percebe que aquela não é sua, mas disfarça. Duarte prepara-se para assinar o contrato.

Na Atlântida, Verónica está muito nervosa, aguarda o telefonema de Isabel. Nazaré corre até à Quinta e mostra a procuração a Duarte dizendo que não pode assinar o contrato.

Duarte fica de rastos e diz que já assinou. Nazaré chegou tarde demais.

Duarte, de cabeça perdida, quer matar Verónica e Toni impede-o de sair de casa. Todos discutem como podem dar a volta à situação e a única forma é não assinar a escritura mas, mesmo assim, Duarte terá de devolver o dobro do dinheiro do sinal já pago a Isabel.

Sexta-Feira, 31 de Dezembro

Capítulo 164: Isabel vai ter com Verónica à empresa e mostra-lhe o contrato assinado. Verónica pergunta-lhe se a escritura se mantém para o dia seguinte e Isabel diz que precisa de encontrar o seu telemóvel para conseguir confirmar pois roubaram-lhe a mala.

Bernardo e Érica falam sobre o estado da empresa e Bernardo diz à irmã que espera que Duarte não a tenha vendido. Nesse momento chega Verónica, e a transbordar de alegria, propõe um brinde aos filhos uma vez que é, de novo, a dona da Atlântida.

Érica e Bernardo estão incrédulos. Sofia conta à filha que o carro de Heitor foi encontrado e que a polícia desconfia que ele se tenha suicidado.

Carol não quer acreditar no que ouve e fica em choque. No Restaurante, Ismael desabafa com Glória e diz que está nervoso pela atuação no Hotel enquanto Toni e Matias discutem se será uma mulher ou um homem.

Isabel aparece à procura da mala e Toni devolve-lhe a mala verdadeira, sem nunca dar parte fraca. Isabel vai ter com Ermelinda ao Lar pois esta disse-lhe que a sua falecida avó está a comunicar com ela.

Isabel não acredita, mas, com a ajuda de João, Ermelinda põe em marcha o seu show e Isabel sai a correr e muito assustada. Está tudo pronto para o concerto no Hotel e Toni pergunta a Matias se fez aquilo que estava combinado.

Matias confirma e diz que agora é só esperarem, na primeira fila, para descobrirem quem é o cantor mistério. Ismael entra em palco, com a sua máscara, e começa a cantar e a encantar até que é invadido por uma comichão incontrolável que o faz espirrar sem parar e ficar sem voz.

Ismael abandona o palco e vai até à cozinha, seguido por Glória. Ismael está aflito, diz que a máscara deve ter alguma coisa que lhe está a provocar aquele mal-estar.

Glória tenta ajudá-lo quando são interrompidos por Laura, que estranha ver Glória ali. Mais calmo, Ismael volta à sua atuação, mas, a comichão é tão grande e desesperante, que Ismael começa a coçar-se desenfreadamente tirando a máscara e revelando a sua verdadeira identidade a todos os presentes.

Bárbara vai a casa de Verónica e começa a ofendê-la dizendo que a odeia. Verónica, com o seu ar altivo, é irónica e diz-lhe que compreende que agora está casada com um homem pobre e que isso é uma frustração para ela.

Bárbara, fora de si, diz a Verónica que ama Duarte e que juntos vão acabar com ela. A discussão só termina quando Érica aparece e pede que parem imediatamente antes que acordem Yara.

Na Quinta, Isabel comunica a Bárbara e Duarte que Verónica vai comprar a Atlântida a menos que Duarte tenha dois milhões para devolver a Isabel e anular o contrato de compra e venda. Duarte tenta convencer Isabel de que Verónica é uma mentirosa e manipuladora, mas sem grande efeito.

Bernardo vai ter com Verónica enquanto esta toma o pequeno-almoço e pergunta sobre a sua pulseira de ouro de quando era bebé. Verónica diz-lhe que está no cofre e o filho pede-lhe que a vá buscar pois quer oferecê-la à sobrinha.

Verónica diz que depois trata disso, mas Bernardo é insistente pois quer que a mãe vá abrir o cofre. Ainda na Quinta, Duarte desafia Isabel a investir na Atlântida ao invés de a vender a Verónica, mas Isabel não aceita.

Isabel diz que volta nessa tarde para assinarem a escritura, mas Duarte diz que não vai assinar nada e que a vai convencer a mudar de ideias. Quando Isabel sai, Duarte diz a Bárbara que vai por a Quinta à venda pois é a única saída que tem.

Verónica está a abrir o cofre, sob o olhar atento de Bernardo, mas só marca quatro dos seis dígitos pois é interrompida por alguém que toca à campainha. Isabel vem contar a Verónica que Duarte tentou dar a volta ao negócio e oferecer-lhe uma parte da empresa.

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo