Resumo da novela Porto dos Milagres – 16/09 a 21/09

Confira o resumo dos próximos capítulos da novela Porto dos Milagres (de 16 de setembro a 21 de setembro), exibida pelo Canal Viva, e fique por dentro dos principais acontecimentos desta semana.

Capítulo 181 – segunda-feira, 16 de Setembro: Félix desce do escavadeira, dá por inaugurado o Mutirão da Boa Vontade e passa o comando para Guma. Rita combina com Selminha que agora ela vai morar em sua casa. Lívia está decidida a ir embora para sempre de Porto dos Milagres se Guma casar com Esmeralda. Salete conta que foi ameaçada pelo namorado da filha, mas que agora vai à polícia prestar depoimento e inocentar Rodrigo. Selminha se despede chorando de Haidê. Babau acha que Guma deve se candidatar a prefeito pela oposição. Alfeu ensina o trabalho para Selminha e manda que ela se vista discretamente. Pitágoras vai para Brasília, mas promete voltar. Alguns dias depois a fábrica de charutos está pronta para ser inaugurada. Alex avisa ao pai que é o último dia que usarão o processo poluidor. Esmeralda vibra porque o plano deu certo: está grávida. Félix mostra a fita sem cortes para Adma e acusa-a de ter gravado o vídeo.

Capítulo 182 – terça-feira, 17 de Setembro: Félix exige uma explicação. Ela admite que estava rejeitada e humilhada. Ele manda que ela saia de sua vida imediatamente. Ela joga na cara dele que todo o patrimônio era de Bartolomeu, que o herdeiro está vivo e que ela vai ficar para fazer o trabalho sujo. Um a um, Adma confessa os seus crimes: Bartolomeu, Arlete, Coló, a irmã dela, Epifânia e Ondina. Félix parece horrorizado, tenta estrangulá-la, mas quando transpõe a porta, sorri e se lembra todas as vezes que induziu a mulher aos seus atos. Amapola tranqüiliza Adma. Depois de 30 anos juntos, Chico quer oficializar a relação e pede Rita em casamento. Augusta vai com Pitágoras à inauguração. Félix é aclamado e corta a fita, embora Lívia tenha tentado dar a tesoura para Guma. O pescador faz um discurso e é carregado em triunfo. Rosa manda recado cobrando a dívida de Rodolfo. Félix procura Rosa.

Capítulo 183 – quarta-feira, 18 de Setembro: Félix admite que foi traído por Adma. Eriberto fica furioso por Félix ter tentado estrangular Adma. Ela garante que a única arma que tem para ter o marido de volta é o nome do bastardo. Félix pede perdão por tudo, mas Rosa nega. Ele arrebenta a porta do quarto dela, agarra-a, mas ela permanece fria. Otacílio obriga Fred a aceitar um emprego de office-boy. Leontina fica enciumada porque Oswaldo vai escolher as mulheres de coxas firmes para enrolar os charutos. Augusta vai às compras em Serro Azul com Pitágoras. Ondina continua em coma. Guma garante que vai dar todo o apoio ao filho, mas vai ficar com Lívia. Esmeralda ameaça sumir ou até se matar. Ele promete casar-se com ela, mas só depois do nascimento do filho. Rodolfo recebe recado de Rosa: ou paga a dívida ou terá as duas pernas quebradas. Olímpia confirma para Victório que Amapola e Adma são irmãs. Victório manda Adma ir ao encontro dele na fazenda. Adma e Félix se encaram.

Capítulo 184 – quinta-feira, 19 de Setembro: Félix manda que Adma dê fim ao bastardo. Deodato expulsa Serena e Vênus da loja, porque elas se horrorizam com Selminha no balcão. Esmeralda garante que não sossega enquanto Guma não se casar com ela. Ezequiel lança olhares tristes para Genésia, que nem percebe. Rufino dá força para a irmã e os dois se abraçam comovidos. Rodolfo rouba dinheiro do caixa da loja de parafusos. Guma vai sair na manhã seguinte no barco de Rufino e Eriberto acha que chegou o momento certo de matá-lo. Olímpia conta para Victório que Adma e Amapola eram chamadas as endemoniadas. Adma aceita o convite do senador. Oswaldo vai examinar as coxas das charuteiras e Leo morre de ciúmes. Lívia chora revoltada com a decisão de Guma. Eriberto esconde uma bomba no barco em que Guma vai sair. Alfeu descobre que o dinheiro sumiu e Genésia sugere um conselho de família. Olímpia e Adma se enfrentam.

Capítulo 185 – sexta-feira, 20 de Setembro: Olímpia acusa Adma de ter matado o seu noivo. Adma afirma que havia sido molestada pelo padrasto, mas depois garante que era mesmo amante de Josué. Olímpia jura que vai destruí-la e Adma a ataca. Victório separa as duas, mostra o dossiê que preparou sobre Adma, ameaçando entregá-lo para a oposição. Para não fazer isso, exige que ela consiga que Félix renuncie à candidatura a governador. Paçoca conta que viu Rodolfo Augusto tirar o dinheiro. Oswaldo e Leontina se beijam e são flagrados por Pitágoras e Augusta. Ela faz uma cena e se retira ultrajada jurando vingança. Ao chegar no Solar se depara com Deodato e família, Rita e Selminha que esperam Rodolfo Augusto. Ele chega, declarando-se inocente, mas acaba confessando. As velas de Iemanjá se apagam. A guia no pescoço de Guma se parte e cai no mar. Ele mergulha para apanhá-la e neste momento o barco explode. Ao longe, Eriberto olha as chamas.

Capítulo 186 – sábado, 21 de Setembro: Guma emerge e reage atônito, se dando conta do que aconteceu. As velas de Iemanjá se acendem. Eriberto avisa à Adma que Guma morreu. Ele marca encontro com ela numa cabana na praia. Victório pressiona Adma, mas garante à Olímpia que, assim que Félix renunciar, ela poderá contar os podres da primeira dama em plena praça. Severino acha restos do barco e um pedaço da roupa de Guma e acha que ele está morto. Esmeralda desmaia ao saber das notícias do mar. Todos na cidade ficam compungidos. Lívia reage fortemente. Rita e Chico choram. Lívia fala da explosão e Augusta se denuncia, tendo que contar para a sobrinha tudo o que aconteceu com relação à morte de Laura. Pede perdão, mas Lívia jura jamais perdoá-la. Guma consegue chegar em uma praia e liga para Lívia. Todos festejam. Na cabana de praia, Eriberto beija Adma que vê um vulto. É Guma na soleira da porta.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo