Home / Notícias / Policiais / Delegado aposentado é condenado a 24 anos por mandar matar ex-mulher em Muriaé

Delegado aposentado é condenado a 24 anos por mandar matar ex-mulher em Muriaé

O delegado aposentado Wagner Schubert de Castro foi condenado a 24 anos de prisão por o mandante do assassinato de sua ex-esposa, a professora Mônica Vidon.

O crime aconteceu em 19 de novembro de 2008. Mônica chegava a sua casa, no bairro Prefeito Hélio Araújo (Bico Doce), e foi surpreendida por dois indivíduos em uma motocicleta. Eles pararam o veículo, efetuararam vários disparos e evadiram em seguida. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois no Hospital São Paulo.

A Polícia Civil instaurou inquérito e, após investigações, Wagner Schubert de Castro teve sua prisão preventiva decretada em 19 de abril de 2012. Ele foi preso no dia seguinte, nas proximidades da Gávea. Após buscas no seu apartamento, foram apreendidos R$ 270 mil em dinheiro, um computador e uma bolsa de viagem, que continha roupas em seu interior. Outros cinco envolvidos no crime também foram denunciados, sendo que dois dos acusados (o atirador e o condutor da motocicleta utilizada no homicídio) foram assassinados em 2013 e 2015.




O julgamento, que foi conduzido pelo juiz Maurício José Pirozi, começou na quinta-feira (18) e seguiu até sexta-feira (19), totalizando quase 40 horas de júri. Wagner Schubert de Castro foi condenado por homicídio duplamente qualificado e deverá cumprir a pena em regime fechado.

Ao término do julgamento, ele foi levado para uma unidade prisional em Belo Horizonte.

Fonte: Guia Muriaé




Confira também

Polícia Civil concederá coletiva de imprensa sobre o desaparecimento de Leomir Ribas

A Polícia Civil de Muriaé convocou uma coletiva de imprensa sobre o desaparecimento de Leomir …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *