Home / Notícias / Policiais / Delegados de Muriaé participam de reunião em Juiz de Fora

Delegados de Muriaé participam de reunião em Juiz de Fora

Na manhã dessa quarta-feira (9), em Juiz de Fora, o chefe do 4º Departamento de Polícia Civil (4º DEPPC), delegado-geral Saed Divan, reuniu-se com os delegados das Regionais de Juiz de Fora, Ubá, Leopoldina e Muriaé, no prédio da 4ª Região Integrada de Segurança Pública, para tratar de assuntos relacionados ao Acordo de Resultados.

Durante o encontro, o delegados regionais de Juiz de Fora, Dr. Luciano Vidal, de Ubá, Dr. Fernando Dias, de Leopoldina, Dr. Paulo Goldstein, e de Muriaé, Dr. Luiz Carlos dos Santos, também destacaram as principais ações e estratégias das delegacias no combate à criminalidade na área do Departamento e elogiaram o empenho dos policiais civis em cada um dos trabalhos.




Para o chefe do 4º DEPPC, além disso, é importante reconhecer e valorizar a inteligência emocional desses profissionais. Ele também aproveitou o momento para informar sobre a campanha de esclarecimento público sobre o papel e a importância do delegado de Polícia, realizada pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindepominas). “Temos que valorizar a nossa carreira, o que a gente tem neste momento e o que Deus nos deu”, enfatizou.

Valorização da carreira de delegado

Na reunião, quatro delegados foram escolhidos pelos seus respectivos delegados regionais para falar sobre a valorização da carreira do delegado de Polícia. O delegado Bruno Salles, da 2ª Delegacia Regional de Ubá, foi o primeiro a ressaltar que a categoria deve exercer a função de protagonista na sociedade brasileira. “O delegado deve ser o primeiro garantidor dos direitos e não somente um bom administrador de recursos humanos e logísticos. E mais que isso: ele deve ser um agente de transformação social”, destacou.




A delegada Gisela Borges, da 3ª Delegacia Regional de Leopoldina, acrescentou que a preservação e a valorização da carreira dependem de cada profissional. “Valorizamos nossas carreiras quando nos fizemos presentes, atuantes, comprometidos, dedicados e eficientes naquilo que fizemos. Valorizamos nossa carreira quando preservamos a vida de um cidadão, tirando das ruas quem abala a ordem de uma comunidade. Valorizamos nossa carreira quando estendemos as mãos ao nosso colega que precisa de apoio”, ressaltou. O delegado Rangel Martino de Oliveira, da 4ª Delegacia Regional de Muriaé, também compartilhou desse mesmo pensamento, reforçando que esse reconhecimento tem que partir do próprio delegado, com o fortalecimento da categoria. “Somos agentes de controle, pacificação e transformação social. Continuemos firmes em nossa luta”, reforçou.

Já a delegada-geral da 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora, Dra. Dolores Maria Portugal Tambasco, que também integra a diretoria da Sindepominas e da Associação dos Delegados de Polícia, reservou um momento no encontro para declarar seu amor à profissão e sua admiração a todos aqueles que contribuem para uma Polícia Civil cada vez melhor. “Se a gente não tiver o escrivão de polícia, o investigador, o perito, o médico-legista: não somos nada”, enfatizou. Mas também finalizou a sua participação explicando sobre a campanha e destacando a relevância do ato de “vestir a camisa” em prol da valorização da categoria.




Fonte: 4º DEPPC

Confira também

Homem agride e joga óleo quente no rosto da ex em Muriaé

No último domingo (9), uma jovem de 20 anos foi agredida pelo ex-companheiro, que chegou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *