Detento morre após se enforcar no Presídio de Muriaé, segundo SEAP



Na manhã dessa terça-feira (6), por volta das 7h30, agentes penitenciários do Presídio do Safira, em Muriaé, foram acionados por um colega de cela do detento Jaílson Batista Pena, de 27 anos, alegando que ele estava tentando se enforcar utilizando uma corda feita de lençóis.

Imediatamente, os agentes atenderam ao chamado e levaram o preso para o Hospital São Paulo em uma ambulância da unidade. Durante o trajeto, foram realizados os procedimentos de reanimação mecânica, no entanto, Jaílson chegou sem os sinais vitais no HSP.

Em nota ao Guia Muriaé, a Secretaria de Administração Prisional (SEAP-MG) afirmou que um Registro de Eventos de Defesa Social (REDS) foi confeccionado na unidade prisional e a direção do estabelecimento instaurou um procedimento para apurar administrativamente o ocorrido.




Ainda de acordo com a SEAP-MG, peritos da Polícia Civil estiveram no local e assumiram as investigações criminais sobre o óbito.

O corpo de Jaílson Batista Pena foi enterrado nesta quarta-feira (7), no Cemitério Municipal de Muriaé.

Familiares relataram ao Guia Muriaé que a mãe de Jailton estava no HSP fazendo exames e chegou a ver o filho chegando na viatura do Sistema Prisional.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.