Home / Notícias / Policiais / Fiscalização de trânsito melhora trânsito em Muriaé e multas caem em mais da metade

Fiscalização de trânsito melhora trânsito em Muriaé e multas caem em mais da metade

Foto: Guia Muriaé
A Polícia Militar está divulgando um balanço acerca dos seus trabalhos no trânsito na cidade de Muriaé como forma de prestação de contas a toda população.

Desde o início do ano, a Polícia Militar, através da Patrulha de Transito (PATRAN) vem intensificando as ações no trânsito, com equipes de policiais sendo empregadas nos principais corredores da cidade, com vistas a melhoria da qualidade do uso das vias, seja para circulação, estacionamento ou parada.

– Estávamos recebendo uma grande demanda nesse sentido e o comando da Unidade entendeu que era o momento de uma intervenção mais incisiva. Para o inicio dos trabalhos procuramos a direção das escolas particulares localizadas no centro da cidade e compartilhamos com eles as atividades que iríamos desenvolver. O DEMUTRAM estava conosco nessa empreitada. Entendíamos que começar por ali traria um grande impacto, tendo em vista que a região da Praça Pacheco de Medeiros era a que mais angustia trazia a população de nossa cidade em relação ao trânsito – afirmou o Major Jeferson Vitor, sub-comandante do 47º Batalhão.”




Segundo o oficial, a população da cidade clamava por uma ação eficaz na fiscalização do trânsito. “ Percebíamos através das redes sociais e dos sites de notícia da cidade que a situação em relação ao transito era caótica. Infrações cometidas em profusão e nenhuma ação por parte dos responsáveis pela fiscalização”, completou o Major Vitor.

A Assessoria de Comunicação do 47º BPM realizou entrevista com o sub-comandante da unidade para esclarecimentos de alguns pontos à população:

Qual o balanço o senhor faz após oito meses de atuação da Patrulha de Trânsito (PATRAN)?




As equipes estão nas ruas para atender diariamente todas as demandas relacionadas ao trânsito. Entendemos que foi um grande acerto do comando em fazer uso desse portifólio de serviços. Tivemos muita resistência no início, pessoas insatisfeitas, reclamações em redes sociais acerca da atuação da equipe, mas nos mantivemos firmes, pois entendíamos que mais a frente as pessoas vivenciariam um experiência muito positiva nas ruas de nossa cidade. Para se ter uma ideia, o ano de 2019 apresenta uma redução de aproximadamente 15% dos acidentes de trânsito nas vias urbanas. Sem falar também na redução de cerca de 25% dos crimes violentos na área central. Por tudo isso podemos concluir que o trabalho está sendo muito positivo. Lógico que estamos sempre atentos ao posicionamento do cidadão para que
possamos melhorar a cada nossos trabalhos.

Em relação as multas de trânsito, situação que houve grande clamor por parte da população, elas aumentaram ou diminuiriam?




Na realidade, nós partimos de uma situação de praticamente inexistência de fiscalização e aplicação de multas para uma atuação constante e efetiva da polícia militar nas ruas. Mesmos nos momentos em que as infrações eram muitas, a ação da PM foi de equilíbrio. Num município que temos registrados mais de 50 mil veículos e que os abusos no transito eram evidentes, o número de autuações ou multas de transito não chegavam a 20 num dia. Basta imaginarmos a metade dos veículos registrados na cidade circulando e 10% deles cometendo uma infração. Teríamos em média 2500 infrações por dia. Por isso não víamos excesso no trabalho da PM. O mês que tivemos o maior número de multas, foi o mês de março, com aproximadamente 1000 notificações. Para se ter ideia, no mês de julho, esse número foi de aproximadamente 300, sem falar que já em abril havíamos tido uma redução de aproximadamente 50% em relação ao mês de março. As autuações estão diminuindo significativamente por que a população está se conscientizando do quanto é importante cumprir as regras de transito. Isso é bom para todos.

Quais são os locais de maior incidência de infrações de transito em Muriaé?

Por mais que algumas pessoas ainda insistam em colocar em xeque a atuação da PM sugerindo alguma parcialidade ou privilégios em nossas ações, temos a área central da cidade, como principal ponto do cometimento de infrações de trânsito. A Praça Coronel Pacheco de Medeiros é o local com o maior registro de infrações, seguido da Praça João Pinheiro. Acreditamos que em razão desses serem os nossos principais pontos de fiscalização.

Quais são as principais infrações de trânsito cometidas em nossa cidade?

As infrações relacionadas ao uso inadequado da via, para estacionamento é sem dúvida alguma o nosso maior problema. Muitos veículos estacionavam em locais proibidos, sobre calçadas ou fila dupla. Muitos ligam o pisca-alerta do veículo e acreditam que com isso estejam imunes a qualquer ação de fiscalização. A dificuldade em localizar uma vaga para estacionar acabava provocando essas infrações. Com o estacionamento rotativo implantado na cidade esse problema tende a diminuir. Outra infração com grande número de registros é a falta do uso do cinto de segurança. Muitos motoristas insistem em não usar.

O senhor atribui ao estacionamento rotativo a diminuição do número de autuações na cidade?

A implantação do estacionamento rotativo ainda é uma novidade no município. Mesmo antes da sua implantação já percebíamos uma mudança no comportamento dos motoristas da cidade e percebíamos também que as multas vinham diminuindo significativamente. Isso é muito bom. Como o principal problema que tínhamos era em relação a dificuldade para encontrar uma vaga para estacionar, o que levava muitos motoristas a estacionar em local proibido, acreditamos que teremos sim um impacto direto nas infrações de trânsito, fazendo com que se diminua muito o número de multas, obviamente que o motorista deve observar as regras do rotativo para que não seja multado. A fiscalização da Policia Militar, a devida sinalização das vias pelo DEMUTRAM, a participação das escolas no processo de educação para o trânsito, a mudança de comportamento e a conscientização dos motoristas, isso sim impactou na redução do numero de multas de transito na cidade.

Temos hoje um transito melhor em Muriaé?

Sem dúvidas que sim. Basta circular pelas ruas. A cidade está mais calma. Temos um senso de ordem. Isso afeta o humor das pessoas e reflete em qualidade de vida. As pessoas se deslocam com mais tranquilidade, menos tensas, chegam em casa mais rápido e mais tranquilas. É isso que queremos. Se abrirmos os olhos para a realidade e quisermos ser justos perceberemos claramente que estamos num ótimo caminho em relação ao nosso trânsito.

Fonte: PMMG

Confira também

Caminhoneiro morre em acidente na BR-116, em Muriaé

Um caminhoneiro de 41 anos morreu em um acidente, na manhã desta quinta-feira (12), na …

Um comentário

  1. Podiam começar a realizar um trabalho com pedestres, os msm não utilizam a faixa e quando tem sinal muitos desrespeitam o msm e passam msm assim. E ressaltar que pular na faixa não para o carro e moto automático não então é importante olhar antes ter noção se o carro ou moto terá tempo para parar e aí sim começar a travessia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *