Morador de Muriaé considerado “mercenário do tráfico” é preso com cerca de 150 kg de maconha

Nesta quarta-feira (1º), a Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou a operação “Barrilete Cósmico”, com a finalidade de desarticular um grupo criminoso que seria responsável por abastecer a cidade de Muriaé com drogas.

A ação resultou na prisão em flagrante de um homem de 39 anos, suspeito de tráfico de drogas, na BR-040, no município de Juiz de Fora. No porta-malas do veículo conduzido pelo investigado, morador de Muriaé, também foram apreendidos mais de 140 quilos de drogas, entre tabletes de maconha e porções embaladas a vácuo de haxixe. A droga teria sido buscada no Paraguai.

As diligências foram realizadas por policiais civis que atuam na Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e na Agência de Inteligência da 4ª Delegacia Regional de Muriaé (AIP). Conforme informações do titular da DRE e coordenador da AIP, Delegado Tayrony Espíndola, as investigações iniciaram há três meses.

“Os investigadores apuraram que o suspeito alimentava um vasto e variado mercado de drogas em Muriaé, bem como grupos criminosos, inclusive, rivais”, explicou. Segundo a autoridade policial, o homem teria atuado como “freelancer”.

“Os levantamentos mostraram que o suspeito buscava as drogas em outros estados e distribuía o material em Muriaé, servindo, inclusive, a traficantes rivais, atuando como verdadeiro mercenário e freelancer”, contou, complementando que, estima-se que essa apreensão tenha causado um prejuízo ao tráfico de drogas no valor de R$ 100 mil.

O suspeito, residente no bairro Planalto em Muriaé, foi encaminhado à Delegacia de Plantão, da 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora, onde foi autuado por tráfico de drogas.

Durante coletiva de imprensa, o Chefe do 4º Departamento, Delegado-Geral Gustavo Adélio Lara Ferreira, destacou a importância do trabalho de investigação realizado pela Delegacia Regional de Muriaé, parabenizando o Delegado Regional Alessandro Amaro da Matta; o Delegado responsável pelas investigações, Tayrony Espíndola; bem como todos os policiais civis que participaram da ação.

“Nossa Polícia está trabalhando, diuturnamente, sem hora e sem fronteiras”, finalizou.

Operação Barrilete Cósmico

O nome da operação faz alusão a um dos apelidos dados pela imprensa internacional ao jogador de futebol Diego Armando Maradona.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre