Home / Notícias / Policiais / Supostos vendedores de colchão magnético fazem vítima em Muriaé

Supostos vendedores de colchão magnético fazem vítima em Muriaé

Uma idosa de 66 anos foi vítima de estelionato, nesta segunda-feira (11), no bairro Aeroporto, em Muriaé.

A vítima relatou a Polícia Militar que recebeu em sua residência dois rapazes, que efetuaram uma venda de um colchão magnético e não lhe deram nenhum comprovante. Segundo a vítima, eles ainda lhe obrigaram a assinar diversos documentos e tiraram várias fotos de seus documentos pessoais e de seu cartão de benefício.

Ante o exposto, a vítima foi orientada quanto as demais providências.




Golpe do colchão

Em novembro do ano passado, a Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Rio Pomba emitiu um alerta sobre a atuação de vendedores de colchões massageadores na região.

Eles atuam abordando consumidores persuadindo-os a assinar contratos de compras de colchões com valor médio de quase R$ 2 mil, bem acima do preço praticado no mercado.




Na época, eles estavam percorrendo várias casas e lesando vários consumidores, em sua maioria aposentados, deficientes, moradores da zona rural e até analfabetos.

Fonte: Guia Muriaé




Confira também

Carro desvia de bicicleta e bate contra árvore na MGC-265, entre Muriaé e Miraí

Um homem de 48 anos ficou ferido em um acidente, na noite dessa quarta-feira (7), …

3 comentários

  1. Cleber Paradela

    Sempre os que caem nesses golpes são pessoas simples e pobres.

  2. Sao mantas oferecidas, e vendedores de outra cidade, só que existe colchão magnetico bom com selo ANVISA, IMETRO,ISO 9001 e até iso 14001 por exemplo NIPPONFLEX, não pode generalizar.

    • Não estamos generalizando, uma vez que no título da notícia está claro: “supostos vendedores”. Quem aplicou o golpe é bandido e não vendedor sério e honesto que trabalha com a venda de tal produto. E a vítima informou a polícia que tentaram vender mesmo um colchão magnético.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *