Home / Notícias / Policiais / Vigilância Sanitária fecha lanchonete no Safira que estava vendendo maionese caseira

Vigilância Sanitária fecha lanchonete no Safira que estava vendendo maionese caseira


Maionese caseira

A Vigilância Sanitária de Muriaé fechou na sexta-feira (24) uma lanchonete na Avenida Silvério Campos, no Safira, que estava vendendo maionese caseira.




Segundo boletim de ocorrência da Polícia Militar, policiais foram acionados a comparecer para apoiar os funcionários públicos municipais que receberam uma denúncia de que o estabelecimento comercial estava vendendo a maionese caseira. No local, os funcionários constataram a veracidade da denúncia, realizando o lacramento e interdição do estabelecimento com fitas adesivas da Secretária de Saúde Estadual.

O proprietário foi orientado quanto às providências a serem tomadas para regularização da situação do estabelecimento.

Entenda a proibição

A venda de maionese caseira é proibida desde 2003 em Minas Gerais, conforme lei estadual. O produto, consumido nos espaços de lanches, não se enquadra nas normas gerais de higiene, tornando-se uma das principais causas de intoxicações intestinais. A maionese caseira é preparada com ovos crus, manipulada de maneira inadequada, podendo ser facilmente contaminada com microorganismos.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar

Confira também

Moradores de Muriaé morrem em acidente em Teresópolis

Dois moradores de Muriaé morreram em um acidente, ocorrido no final da noite dessa sexta-feira …

Um comentário

  1. Aqui no bairro Bico Doce tem um casa perto de uma padaria que é um canil abandonado, com vários cachorros que latem a noite toda,. O dono que este morava na casa se mudou e deixou os cachorros…não sei se eles tem água e comida .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *