Ação conjunta prende suspeito de roubar veículo da Prefeitura de Tombos



Graças ao trabalho em conjunto e em parceria entre a Polícia Civil de Minas Gerais, por meio dos policiais da 38° Delegacia de Tombos, e a Polícia Militar de Minas Gerais, por meio da 75° Cia de Carangola e do Quartel de Pedra Dourada, foi preso, nessa quarta-feira (21), um jovem de 25 anos, suspeito de assaltar um motorista da Prefeitura de Tombos, na terça-feira (20), no trevo de Pedra Dourada a Tombos.

O autor se apresentou à vítima como filho de pastor evangélico e solicitou uma carona até Tombos. Chegando há aproximadamente 15 metros do trevo, o meliante simulou estar armado, momento em que anunciou o assalto, exigindo não apenas os bens pessoais do motorista, como o veículo oficial da Prefeitura de Tombos.




Em depoimento à polícia, o autor confessou ter ingerido latas de cerveja e disse que havia surtado, em razão dos remédios controlados que havia usado naquele dia. Admitiu não apenas o roubo, como também ter dirigido veiculo automotor sob efeito alcoólico, razão pela qual perdeu o controle direcional, vindo a atingir um caminhão, na chegada de Carangola. Mesmo ferido após o acidente, o criminoso fugiu e, segundo testemunhas, foi visto empunhando uma arma de fogo.

O autor foi preso em flagrante delito, em razão do rastreamento por parte dos policiais militares e conduzido à Delegacia de Tombos, cuja prisão não fora apenas ratificada pela autoridade policial, como também foi representada pelo delegado a conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

O autor foi autuado e indiciado pela prática de crime de roubo qualificado (em razão de ter restringido a liberdade da vitima), como também pelo crime previsto no art. 306 do código de trânsito brasileiro (dirigir sob efeito de álcool, ao gerar concreto perigo de dano).

Fonte: Guia Muriaé, com informações da PCMG e foto do local acidente do Jornal É o Combatente

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.