Home / Notícias / Região / Adolescente é morto a tiros e golpes de facão em Cataguases

Adolescente é morto a tiros e golpes de facão em Cataguases

Adolescente asssassinado em Cataguases
Um adolescente de 17 anos e um homem de 38 anos foram baleados na noite de domingo (27), em Cataguases. O menor acabou vindo a óbito.

O caso ocorreu por volta das 22h30, no bairro Leonardo, próximo à creche Ana Neri. Moradores de uma residência onde um deles foi atingido enquanto tentava fugir chamaram a Polícia Militar que compareceu ao local e o encontrou ensanguentado e inconsciente. Em outra rua, próxima dali, um homem foi socorrido por outra equipe da PM com ferimento no ombro provocado por arma de fogo. Ele foi levado ao Pronto-Socorro do Hospital de Cataguases onde foi medicado e não corre risco de morte. Já o adolescente, identificado como João Vitor Cardoso da Silva, não resistiu e morreu momentos depois tendo o seu óbito confirmado pela equipe do SAMU.

De acordo com testemunhas ouvidas pelos militares que assumiram o caso, estavam sentadas na calçada em frente onde moram quando um grupo de rapazes encapuzados perseguia o adolescente munidos de facão e um revólver. Ao entrarem no referido imóvel dispararam contra o jovem de 17 anos que foi alvejado três vezes, no rosto, braço e peito, além de ter sofrido vários cortes na cabeça, braço e ombro. O grupo fugiu em seguida, contaram as testemunhas. Ele foi identificado como sendo João Vítor Cardoso da Silva, também conhecido por “Batata” e, ainda conforme uma das testemunhas, ele teria lhe contado anteriormente estar sofrendo ameaças de morte via redes sociais juntamente com um amigo de seu irmão. Ainda de acordo com esta mesma testemunha, João Vítor teria revelado os nomes dos supostos autores das ameaças de morte afirmando que estariam agindo motivados por vingança.




A outra vítima, maior de idade, e já conhecida no meio policial, ao ser questionada sobre o fato, negou qualquer envolvimento com o adolescente, nem tampouco com o grupo que cometeu o crime. Segundo contou aos militares ele foi alvejado porque passava pela rua no momento do crime. Ele informou ter visto cinco pessoas correndo atrás de João Vítor e atirando contra ele momento em que foi atingido no ombro por um dos disparos. Ele também revelou não ter identificado os autores porque estavam encapuzados. A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada e confirmou que o crime foi cometido por arma de fogo e faca.

Os autores fugiram e um dos suspeitos foi localizado mais tarde pela PM, mas contou uma versão que foi confirmada momentos depois por sua mãe, sendo liberado. Outro jovem também está sendo procurado para prestar esclarecimentos e pelo menos outros dois rapazes também são suspeitos de participação no crime por terem sido citados como os prováveis autores das ameaças feitas a João Vítor nas redes sociais. As informações foram atualizadas com base no Boletim de Ocorrência da PM.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais através da Delegacia em Cataguases. O crime pode estar ligado a outro ocorrido no dia 12 de dezembro, que vitimou Keven Jhonatta Rodrigues Florentino, 19 anos de idade, isto por conta de uma suposta rivalidade existente entre moradores da conhecida Rua 10, no Bairro Leonardo e moradores do Bairro Ana Carrara.




Fonte: Marcelo Lopes




Confira também

Mulher é atacada por cobra urutu-cruzeiro

Uma mulher de 35 anos foi atacada por uma cobra venenosa, na noite dessa sexta-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *