Ataques de onça assustam moradores em Leopoldina

Presença do animal tem preocupado moradores e agricultores.

O aparecimento de uma onça no perímetro urbano da rodovia BR-116 em Leopoldina tem preocupado os moradores e produtores rurais.

Cerca de 35 carneiros já foram atacados pelo animal em uma propriedade no Bairro Caiçaras, nas imediações do Posto da Polícia Rodoviária Federal de Leopoldina.

De acordo com um vídeo que viralizou nas redes sociais, um produtor rural relata a morte de pelo menos 35 carneiros. A situação já acontece há alguns meses e o mesmo pede ajuda das autoridades para que o problema seja resolvido.

O Jornal O Vigilante Online entrou em contato com o Sargento Maciel, Comandante do 4º Grupamento da Polícia Militar de Meio Ambiente em Leopoldina, com sede no Parque João Damasceno Portugal, o Horto Florestal, em busca de informações sobre o ocorrido.

O militar informou que o Grupamento foi acionado devido à morte de animais na propriedade rural do solicitante, que relatou ter visto uma onça parda tentando atacar os carneiros. Ainda conforme o solicitante, o animal fugiu após ele soltar um foguete.

O Comandante do Grupamento, Sargento Maciel, esclareceu que no bioma da nossa região a onça parda é mais comum.

O local em que ocorreram os ataques e onde o animal foi avistado fica em uma área urbana bem povoada, com casas vizinhas. O Comandante do Grupamento do Meio Ambiente revelou que o registro foi destinado pela PMAMB à Unidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) em Juiz de Fora para conhecimento dos fatos, providências, eventual captura e realocação do animal silvestre.

Orientações

Em situações como esta, de presença de animais como a onça, tanto adultos quanto crianças devem evitar andarem ou ficarem sozinhos no local onde ocorreram os ataques.

Os animais devem ser presos no curral para passarem a noite e em caso do animal ser avistado deve-se fazer barulho, gritar, soltar bombinhas, o que pode fazer o animal se afastar seguindo seu instinto de não se aproximar do ser humano.

A Polícia Militar do Meio Ambiente, através do Sargento Maciel alerta que matar animal silvestre é crime ambiental, previsto na lei 9.605/1998. A Redação apurou que no dia 6 de fevereiro uma onça também foi flagrada atacando um galinheiro na zona rural de São João Nepomuceno.

Antes, no dia 9 de agosto de 2019 uma jaguatirica foi encontrada morta no Km 755 da BR-116, em Leopoldina. A Reportagem do Jornal O Vigilante Online esteve no local.

O felino apresentava sinais de atropelamento. A PRF orienta aos motoristas que encontrarem animais silvestres atropelados na rodovia que acionem o órgão responsável pela administração do trecho. Se o animal estiver vivo devem ser acionados a Polícia Militar Ambiental ou o Corpo de Bombeiros Militar.

Fonte: O Vigilante Online

Receba nossas notícias direto no seu WhatsApp! Envie uma mensagem para o número (32) 99125-5754 ou pelo link https://wa.me/5532991255754

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo